Sunday, January 22, 2006

Comunicação de Joopah e Zoosh (Zetas)

Colaboração de Janglada


Introdução

O objectivo deste livro é ajudá-lo a aceitar as distinções entre todos vocês, assim como a aceitar a ampla variedade de vida que o universo lhe proporciona. É irónico que os seres Zetas, como Joopah, o considerem, a si leitor, como sendo a sua vida passada, mas a verdade é que você ainda não tem condições de enfrentar os seus semblantes. Se nós pudéssemos fazer com que, por um instante, você mudasse a sua atitude sobre quem é extraterrestre e quem não é, pediríamos para imaginar que todos os animais e insectos: borboletas, pássaros, cervos, peixes, etc., que existem presentemente no seu planeta, são de outros orbes, e que, nos seus respectivos planetas, eles possuem suas próprias culturas e distinções. Agora, por um instante, vislumbre que os seres extraterrestres chegaram num disco voador e aterraram na relva da Casa Branca. Mas ninguém saiu da nave. Os guardas de segurança, a imprensa, e talvez o Presidente, estão lá para dizer, "Bem, quem está aqui"? E nada acontece. E as pessoas atónitas. Aguardam, enquanto os aliens enviam saudações e ressonância telepática, e assim por diante. Mas nada acontece. E os aliens na nave reflectem, "Esperem um minuto - aquelas pessoas não compreendem telepatia. Como vamos comunicar com eles?". O diálogo continua, e os aliens dizem, "Vamos convidá-los para vir a bordo, porque nós, logicamente, não iremos lá fora". Então, eles abrem a porta somente um pouquinho, com um "bzzzz". Alguém sobe as escadas, dá uma espreitadela e entra na nave - talvez alguém acompanhado por um segurança, por um membro do Departamento de Estado, ou talvez por um Diplomata. Logicamente, que isto é raro. E o diplomata caminha mais um pouco e sente humidade - não que esperasse
ver o interior do veiculo apinhado com aparelhos electrónicos, pois que eles estão ocultos. Observa o interior da nave quando ouve, do lado oposto da parede, um baixo zunido. Então, surge um painel, e o humano depara-se com um tanque com peixes nadando. E pensa «Oh, estes extraterrestres estão a tentar mostrar-me
algo em comum - que eles possuem animais de estimação, tal como os seres humanos. E, então, ali, no recinto da nave, ele ouve uma voz na mente, dizendo, "Qual animais de estimação, qual quê!... Nós somos os extraterrestres!".

Digo isto, porque, para você defrontar o semblante dos seres extraterrestres – embora muitos deles se pareçam
muito consigo, mas não todos - precisa de começar a aceitar quão iguais são aqueles a que chama animais. Isto acontece porque você não considera a língua deles, o seu modo e atitude como prova de que são de algum outro lugar e não pertencem à sua raça. Comece a considerar o que você chama de animais - especialmente
os insectos e, também, as formigas, pois as formigas são algumas das mais avançadas criaturas deste planeta. Se puder começar a considerá-los como seres extraterrestres que estão apenas de visita ao seu planeta, servindo-o para que você evoluísse para ser a Raça Exploradora, então você, realmente, começará a aceitar que os seres extraterrestres são muito distintos.

Imagine que as formigas são um pouquinho maiores no planeta delas (por "maiores" quero dizer apenas dois ou três pés de comprimento). Não podem ser muito grandes, porque no seu planeta não possuem tantos alimentos, como aqui. Não podem ser muito grandes, pois, de outra forma, não haveria espaço para todas
circularem.

Com isto, pretendo que compreenda que o próximo passo que você realmente precisa de dar é aceitar os seres extraterrestres como eles são, porque ninguém gosta - e muitos dos que estão a ler isto também sabem disso - de ser rejeitado por causa do semblante. Então, acostumem-se a isso uns com os outros. Aprendam a aceitar-se uns ao outros, e tenham a curiosidade de saber o que vos distingue. Assim, realmente, você se preparará para se deparar com os seus amigos extraterrestres.

Zoosh (através de Robert Shapiro)

Tudo Certo!

Olá, eu sou Joopah. Gostaria de dar boas-vindas a todos os meus irmãos terrenos que estão a ler este livro, embora não amplamente transcrito com as minhas perspectivas, mas só com algumas. Quero que se contente com isto, tanto quanto possa, estimulando a sua imaginação.Agora, nós sabemos que você é a nossa vida passada, por isso estamos contentes consigo. Por favor, saiba que a minha raça está atrasada em tornar-se como sua, que é capaz de lidar com muitas e diversas raças de seres. O conceito de animal é novo no nosso planeta, mas nós ainda não sabemos lidar com o conceito de espécie solitária. Veja, nós todos realmente somos unos, não apenas com os nossos instrutores no nosso planeta, mas também entre nós. E também somos uno com você. Agora sabemos que você é a nossa vida passada. Não sabíamos disso, mas agora sabemos. Então, compreenda que nós, realmente, estamos contentes consigo. E, por favor, saiba que pode chamar-nos de Zeta. Nós não precisamos de ser rotulados pela nossa cor. Além disso, nem todos nós somos acinzentados1. Os seres de Zeta Reticulli têm realmente aquela aparência, mas eu vou contar-lhe um pequeno segredo: parte do motivo de termos aquela aparência, é devido a um aparelho que usamos para nos protegermos das energias terrenas, às quais não estamos habituados. Este aparelho emana uma luz prateada,
que circunda ao redor de tudo e sobre os nossos corpos, e que nos faz aparentar um pouquinho mais acinzentados do que realmente somos. Alguns de nós possuímos uma cor branco pálido - bege como você diria - embora muitos seres da nossa raça sejam ligeiramente acinzentados. Fiquem sabendo que estamos ansiosos para vos encontrar – vocês, os "exploradores" - quando rumarem
para as estrelas. Nós vos prestaremos todo o auxílio possível.
Por favor, apreciem o livro;

Joopah (através de Robert Shapiro)

1 - Mas conhecidos por Grey’s. Na nota 17 (página 78) do livro Confederação Intergalática (Ed. Madras) de Rodrigo Romo,
encontramos o seguinte: Grey é uma raça de ET's, originados por clonagem dos Zetta Reticulli. É uma sub-raça, que atua
muito em pesquisas genéticas para a melhoria do seu código original. Existe uma estreita ligação genética entre os humanos
e uma raça derrubada, entre os Grey's e terráqueos a ser gerada no próximo milénio. de comum acordo. Parte dessas criaturas não pactua com o Governo Oculto, mas no futuro deverá existir um trabalho em conjunto. Isso está relacionado diretamente aos problemas ambientais, que geramos atualmente e terão sequelas nos próximos 100 anos. É um futuro potencial para a 3ª dimensão.».

Nota de Vitorino de Sousa

Falando Joopah:

A minha origem é de Zeta Reticulli. O meu amigo e conselheiro Zoosh falou-lhe da nossa pretensão de conhecer a energia a que vocês chamam “emoção”. Nós a estudámos por algum tempo e compreendemos que, para experienciar a emoção, deveríamos aumentar a nossa interacção física com o ser humano. Por isso, ao
longo dos últimos 500 ou 600 anos atrás, fizemos contactos mais abrangentes com o ser humano enquanto raça. Para nossa comodidade estabelecemos contacto com muitos membros de sua raça terrena e chegámos até a contactar alguns de governos da Terra. Foi penoso contactá-los, porque eles surgiram e desfizeram-se tão rapidamente, que não houve efeito duradouro ou rumo. Eles não representam qualquer tipo de aproximação filosófica terrena para a vida. Então, a nossa tentativa de dialogar com os seres humanos por meio dos governos fracassou até então. Seria mais cómodo para nós dialogarmos e comunicar directamente com um ser humano. Portanto, eu simplesmente indagarei, se você tem algumas perguntas sobre os seres Zeta Reticulli, sobre a razão por que estamos
aqui e quem devemos ser para você?

Qual é o seu período de vida?

Nós vivemos várias centenas dos vossos anos, porque os nossos corpos são eficientemente criados para formar um perpétuo sistema energético. Isto é necessário para podermos comer ou até mesmo ingerir líquido, pois os nossos corpos são nutridos pela mais evoluída máquina genética. Logo, o nosso sistema funcionará
suavemente por duzentos ou talvez trezentos anos, dependendo do tipo de trabalho que exercermos nesta vida. Se o nosso objectivo for orientar alguns grupos de seres, viveremos trezentos anos. Se esta não for a nossa intenção, viveremos duzentos anos.

Você está a dizer que o seu corpo não possui nenhum órgão?

Será difícil você entender isto porque os órgãos não têm forma definida; são feitos de uma forma física plásmica de movimento. Essa é a melhor forma de explicação. Se você fosse luz condensada, se fosse criado na forma do lazer primitivo e essa luz fosse inserido dentro de um corpo, isso viveria indefinidamente. Então,
nós utilizamos essa energia luminosa condensada, que existe dentro deste corpo, quando precisamos de a utilizar.

Você também possui algum tipo de relação sexual?

Nós não fazemos isso para a perpetuação da nossa raça, nem para diversão como você faz na Terra. Nós temos essa experiência somente quando estamos a realizar experiências de hibridização, numa tentativa de atingir um nível de fiscalidade a fim de adaptar a nossa raça a um ambiente mais físico. Logicamente, que, neste momento, é necessário criarmos um campo físico energético ao nosso redor enquanto estamos a contactar com você. Este campo gera um forte alcance na nossa comunicação, para podermos compreender, através de você, algo que é expressado energicamente - emoção. Mesmo que possua ligação mental e física, é uma energia. Nós somos afectados tão fortemente por qualquer um dos seus impulsos
emocionais, que você decerto denominaria isto de desconforto. Logo, cremos ser necessário criar um campo energético estimulado por meio de um aparelho mecânico que envolve os nossos corpos físicos. Mas esse campo energético impede-nos, realmente, de sentir a sua comunicação, pois simplesmente ouvir o que você diz, é
insuficiente. Assim, para mantermos qualquer contacto real com os seres físicos, temos que criar uma hibridização dos nossos corpos físicos para podermos interagir com você num nível mais físico, sem precisarmos de criar este escudo plásmico.

Quando vocês dialogam entre si, a sua primeira forma de comunicação é através do que você sente de uma outra pessoa, em vez do que ouve. Então, a sua mente interage na memória e dá-lhe permissão para querer fazer ou não alguma coisa. Mas, inicialmente, a reacção física é estimulada pela sua interacção, porque nós não fomos lancetados, por assim dizer, com uma energia desconfortável que logo causaria a morte dos outros seres da nossa raça. Actualmente, nós não temos qualquer sistema embutido nos nossos corpos físicos que nos proteja de qualquer incompatibilidade energética.

Então como é que você pode estudar amplamente as nossas emoções?

Não podemos. Este é o motivo de precisarmos criar um tipo de corpo, através do qual podemos manifestar a nossa consciência. Assim, podemos compreender amplamente o ser humano. Então, durante algum tempo, realizámos experiências de hibridização dos vossos corpos e dos nossos, com um grupo de voluntários. Por vezes, os voluntários humanos não se lembram de se terem voluntarizado para isto, mas todos os que trabalharam connosco deram-nos a sua permissão, conscientemente ou inconscientemente, no nível anímico.
Ocasionalmente, as pessoas não se recordam do consentimento daquela permissão, porque isto está inserido nas suas mentes - ou separada - no seu mundo. Quando você experiência o seu corpo lucidamente, está um pouco fora de todo o seu lúcido conhecimento, e esse conhecimento inconsciente não lhe permitirá recordar a
sua permissão. Então, é preciso criarmos uma forma de corpo distinta para podermos interagir com você num nível mais compatível.

Quantos híbridos estão actualmente na Terra?

Eles não estão na Terra; vivem connosco. Seria difícil os cientistas estudarem o que está a ser criado, se eles estivessem a interagir com seres diferentes. Portanto, vivem connosco para os podermos estudar e para que possam viver as suas vidas, mostrando-nos o que podem fazer.

Eles estão a nascer nas vossas naves?

Eles estão a nascer nas nossas naves ou no nosso planeta.

Contacto com o Governo dos EUA

O governo dos EUA manteve contacto com a sua raça através de experiências, há 44 anos atrás?

Sim. E antes disto, em 1890 também houve contacto.

As experiências que você alcunhou de primitivo radar de invisibilidade, foi quando houve contacto entre sua raça e os nossos cientistas?

Como eu disse, o contacto original aconteceu em 1890, mas ocorreram alguns contactos na década de 40.

Você compartilhou tecnologias com o governo dos EUA?

Algumas. Quando você visita alguma outra raça, sempre leva um presente ou algo que acha cordial.

Você refere-se a propulsão?

Não tanto sobre propulsão quanto por método de viagem. Houve alguma teorização acerca de como os ons se movimentam através do tempo e espaço sem perda - nem drenagem. A teoria atómica circulou por um tempo. Existe um conceito, originalmente, na teoria atómica da falência ou morte energética (entropia) dentro o ciclo atómico. Mas nós explicamos que isto era desnecessário.

Você está entre os seres aliens que abduzem pessoas para examinarem os seus corpos ou isso é realizado or alguma outra raça alien?

Sim, nós estamos entre eles.

Você continua a fazer isso?

Sim. Mas nós nunca abduzimos ninguém sem a sua permissão, sempre. E eles raramente se lembram do contato.

Normalmente eles se lembram de dor e sofrimento. Nós não compreendemos amplamente a dor e o sofrimento; isto é algo que ainda estamos a aprender. Foi-nos explicado, pelos mais instruídos num nível mais prático, o que significa a dor e o sofrimento. Estamos a tentar compreender isso criando uma hibridização da nossa raça para termos, como você diria, uma raça prima. Logicamente, ainda não existe uma raça de que possamos dizer, "Ah, sim, eles são como o tio Charlie", você compreende. Nós não temos uma ligação direta com a sua raça que nos permita manter uma comunicação directa que possamos compreender. Portanto, existe uma dissensão de comunicação.

Você mantém contacto com os seres Altekianos do sistema estelar Pleiadiano? Qual é o nome?...

Nós estamos em contato com todos. Não estamos desligados do Espírito. O conceito de amor é algo que nós compreendemos num nível universal. Mas não compreendemos muito bem o conceito de
amor individualizado. Permita-me esclarecer o seguinte: Estamos cientes de todos os seres cuja meta é atingir o mais alto objectivo de todas as raças. Não temos grande contacto os seres que, usando suas palavras, estão envolvidos em graves incidentes.

Reprodução Zeta e Consciência da Raça

Você é um ser andrógino?

Sim.

Você se reproduz através do pensamento?

Não. Nós temos meios técnicos.

Refere-se à clonagem?

Sim, tal como você a compreende. Mas não se trata de clonagem genética, como se pressurizasse o carbono para se fazer um diamante, para dotar essa substância energética com maior massa do que a substância original. Portanto, é mais um padrão de pensamento tecnológico e linear. Bem, como nós temos partes do nosso ser noutros planetas e outros sistemas de mundos, você também
tem?

Realmente. Então, através de um ou outro ser, você seria incapaz de experienciar emoção?


Compreenda que a nossa consciência é mais uma consciência raça. Nós não temos aquilo que você experiência como consciência individual. O que um de nós sabe, todos sabem simultaneamente, devido a natureza da nossa raça. A sua raça, porém, mesmo que você esteja simultaneamente ciente de todas as coisas, uma pessoa lúcida estará ciente de uma sim e de outra não. Nós não temos isso.

Então é redundante ter individualidade?

Se estivermos todos juntos no mesmo planeta, sim. Mas se estivermos espalhados por todo o universo a trabalhar, como poderemos ter uma individualidade?

Vocês têm um reino animal?

Não como você conhece.

Até que ponto há individualidade na sua fisionomia, visto haver um processo de clonagem?

Existe pouca distinção de individualidade, excepto em alguns de nós, que são de seis a oito polegadas mais altos do que os outros. Certos seres que vivem sob a influência Zeta Reticulli possuem corpos com aparência um pouco distinta. As suas cabeças são um pouco maiores do que as nossas, e possuem uma fisionomia
corporal quase humana. Quando eu disse "que vivem sob a influência Zeta Reticulli", quero dizer que não pertenço aos grupos de planetas que intercambiaram connosco há muitos eons (por falta de uma melhor palavra), seres que consentiram em realizar um certo número de hibridização de raças. Nesses casos, você observa mais
individualidade até mesmo nas peças de roupa.

Você dorme?

Não como você entende isso. Temos um tipo de meditação, como você diria, ou uma concentração dentro da consciência raça, por algum momento durante um período de 24 horas, que nós consideramos um dia.

Você realiza um determinado trabalho?

Faz parte do meu trabalho supervisionar o desenvolvimento de certos grupos de seres humanos e, ocasionalmente, examinar a sua evolução, assim como guiá-los para aumentar a ligação com suas almas. Isto não significa que os seres Zetas são desalmados; significa que escolhemos expressar o nosso ser anímico num nível
grupal mais unificado. Então, eu peço a alguns de meus interinos, digamos assim, para serem mais do que uma energia unificada.

A raça Chinesa, actua como um grupo/alma ou como parte consciencial do seu grupo de expressão?

A raça Chinesa, realmente, desenvolveu-se da raça Mongoliana, herdada de seres que habitam o interior do planeta, com poucos que regressaram de muito longe. Existem muitas raças e seres a habitar o interior do seu planeta. Existe um grupo de seres alcunhados como os Fundadores, Discursores ou Proferidores, que ocupam
o interior do seu planeta. Esses seres estão, estiveram e tomaram parte na estrutura racial ou fisiológica da potencial manifestação física do ser humano neste planeta. Os Fundadores também guiam a luz energética e divina, que auxilia a unir a sua raça com as raças de outros orbes.

Você possui crianças no seu planeta ou manifesta -se como um ser adulto?

No passado, achámos desnecessário termos crianças (tal como você entende) porque podemos criar um corpo perfeito ou uma forma eventual (como nós chamamos). Entretanto, estamos a experimentar o conceito de criança, o que tem muito a ver com a sua raça.

Vocês criariam-nas da mesma forma, como um processo de clonagem?

Não. As crianças que estamos a criar agora estão a ser criadas biologicamente, embora existam alguns contextos de experimentação mecânica, porque estamos a tentar duplicar a melhor expressão possível da cultura da nossa raça dentro de um ser inseminado.
Mutilações de Gado: Aparelhos avançados cedidos pelos aliens Sirianos que estão a ser usados por humanos.

Com respeito às milhares de mutilações de gado que ocorreram durante os últimos 5 anos ou mais: As incisões que removeram os órgãos do gado estão muito além da tecnologia humana?

Isto nada tema a ver connosco. Isto é deste planeta.

De quem? Os seres da superfície deste planeta?

Isto é deste planeta. Uma das formas de contato foi, infelizmente, a cedência, para o governo, de um aparelho para ser usado na medicina. Os aliens que visitaram o seu planeta acharam que as vossas intervenções cirúrgicas estavam a mutilar o vosso corpo físico e que os vossos cirurgiões (e também pacientes) gostariam
de trocar ou de remover os seus órgãos ocasionalmente. Este tipo de cirurgia poderia ser feita muito mais eficientemente e sem mutilar o corpo físico, se alguém pudesse fazer um corte longitudinal da estrutura molecular em vez de cortar o próprio órgão. Portanto, este aparelho foi fornecido para um certo governo neste planeta. Então, esse aparelho cortará quando o utilizarem para retirar certos órgãos, dos quais certas toxinas
se originam.

Eles poderiam fazer essas mutilações mais discreta e facilmente, de forma menos esquisita?

É mais fácil para eles fazerem-no dessa forma.
Qual é a vantagem?

A vantagem é criar uma sensação de invasão, assim como de incapacidade. Se alguém acredita na existência de alguma grande força externa, atacando este planeta violentamente para prejudicar os animais e também as pessoas, então existirá um grande medo.

Pode dizer qual governo que recebeu esse aparelho incisivo?

Direi simplesmente que o aparelho foi inocentemente cedido, por alguns seres do sistema estelar de Siriús, e que existe um certo governo usando um tipo de aparelho, que acredito ser uma nave não tripulada, que voa silenciosamente. Nem todos os ONVI’s são extraterrestres; uns poucos que são terrenos. Felizmente,
aquelas naves não conseguem ultrapassar a vossa atmosfera.

O Híbrido Zeta-Humano Será justo você hibridizar a raça?

Sim, para uma raça híbrida, mas não para nós, especificamente. Existe uma tentativa de se hibridizar uma raça, como você sabe, entre nós e o ser humano, para que possa existir uma raça intermediária capaz de compreender e apreciar ambos, seres humanos e nós - você diria, como um tradutor. Esta foi a nossa intenção.
E, na forma nuclear, esta raça já foi criada. Visto ser uma futura forma de vida, não importa se, da sua perspectiva, existe agora ou no futuro. Mas, da nossa real interacção com a nossa sequência temporal, nós criamos vários tipos de modelos a partir dos quais começaremos a clonar muitas raças, de forma a que talvez venham a criar a sua própria ideologia cultural. Não os ensinaremos como ensinaríamos alguns da nossa raça. Nós os encorajaremos a manterem mais contacto com vocês, tal como fazem alguns da nossa raça. Eles serão capazes de o contactar directamente, pois não precisarão de usar o campo energético que nos resguarda. Assim, eles serão capazes de vos contactar. Serão os nossos pr imeiros primos.

Alguns seres Zetas já se acidentaram na Terra e ficaram em custódia de algum governo Terreno ou em instalações subterrâneas?

Sim. Entenda que acidentes e mortes, é uma decisão de nível anímico. Devido aos antigos modelos de naves que nós usávamos, algumas foram afectadas por fluxos magnéticos. Essas naves usavam um tipo rudimentar de irradiação de energia ion que as mantinha rodeada por um campo magnética. Realmente as nossas naves
anteriores a essas eram mov idas por energia atómica - e não sofreram acidentes. Mas, recentemente, as naves movidas por campo magnético-ion foram atingidas, por vezes, por súbitas explosões magnéticas ou solares. Então, os instrumentos de navegação foram afectados e as naves despenharam-se. Alguns dos corpos foram preservados neste planeta, mas não existem sobreviventes. Inicialmente houve sobreviventes, e foi-nos permitido resgatá-los. Conseguimos provê-los com uma forma de vida, embora não
tenham sido totalmente reintegrados na nossa civilização devido a terem contactado com os humanos. Mas ficaram contentes por estarem connosco. Entretanto, o nosso pedido, que foi feito directamente aos membros do seu governo, não foi honrado, e esses seres não nos foram devolvidos; preferiram deixá-los viverem até definharem. Este tipo de morte não foi devido ao que você chamaria de suicídio, mas por terem permitido que seres humanos interagissem com eles, os tocassem e assim por diante. E, pela natureza do vosso campo energético - que nós não podemos suportar - eles morreram. E os corpos foram preservados em alguns locais.

Nos EUA?

Existem alguns nos EUA, França, um corpo na Rússia e também na Itália.

Durante o tempo que eles ficaram sob a custódia do governo, houve alguma interacção entre a humanidade e os seres Zeta?

Sim. Houve uma breve interação.

Então, muitos líderes governamentais sabem que você é real?

Sim, embora não seja um segredo amplamente compartilhado. Enquanto isto é amplamente debatido, o segredo está a ser mantido entre poucas pessoas.

Clones

Os clones precisarão de algum alimento para sobreviverem? Nós poderíamos ser afáveis para eles?

Compreenda que eles serão ingénuos. Precisarão, sim, de algum alimento. Distintos de nós (nós não comemos, tal como você entende isso), eles precisarão comer alguma coisa. Por estarem mais acostumados connosco, eles não possuem a vossa variedade alimentar. Então, ficarão emocionados (visto que poderão ficar
emocionados) para se nutrirem daquilo que seja bom, saboroso e cheiroso, uma vez que nós lhes forneceremos basicamente uma mistura de vitaminas e minerais, e que tentará muitos a entrarem na nossa cozinha. Então, se eles o procurarem e indagarem, você poderá questioná-los sobre o seu alimento básico. É bem provável
que eles desejem visitar fazendas e dialogar com os fazendeiros. Irão interessar-se pela agricultura, porque, nas fazendas deste planeta, clonagem e hibridização têm vindo a ocorrer há muitos anos. Estes nossos híbridos encontrarão muitos dos seus alimentos naturais nas fazendas da Terra e, também, através dos agricultores.
Em troca, eles, provavelmente, ensinarão técnicas de hibridização aos fazendeiros e, assim, se socializarão. Aqueles que possuem fazendas ou conheçam pessoas vivendo nelas, serão os primeiros a encontrasse com eles..

A Raça Exploradora Híbrida

Você comentou que nós somos conhecidos como uma raça exploradora. Você poderia elucidar um pouco a respeito?

Os vosso corpos foram criados há muito tempo atrás, assim como os híbridos. A raça do urso terreno assemelhava-se muito consigo, quando nós o criámos. Você é um ser híbrido, que não foi mesclado com a nossa genética. Você foi amplamente hibridizado da original raça terrena por meio de contactos inicialmente com os seres de Orion, Sírius e Plêiades. Houve alguma embrulhada genética com os seres de Andrómeda, Arcturos, Sagitário e alguns outros. Existiu uma necessidade no universo da existência de uma civilização que permeasse o simples traço de entusiasmo e extroversão para outras raças. Aquelas raças, como nós, estavam perfeitamente afinadas com o propósito da perfeição interna. Apesar do nosso contato com outras raças ou espécies, a nossa meta primordial foi atingir um objectivo específico para nós. Então, é preciso existir uma Raça Exploradora que, entusiasmada, sondará as galáxias como uma criança
fará numa loja de brinquedos. E esta raça precisará sobreviver sob condições extremas. A sua raça foi criada, não apenas para suportar extremo frio e calor, mas detém muita vontade e disposição para fazê-lo. Muitas raças morreriam se se sujeitassem ao vosso rigoroso clima. Mas você nasceu com uma vontade de viver, como a maior parte das espécies neste planeta. Isto é um forte desejo de viver, como nós diríamos. Logo, você foi criado - compreenda que esta é uma resposta de três horas e meia um pouco resumida - para ser projectado no universo e trazer o seu desejo de viver para civilizações que têm semelhanças com a
sua própria infra-estrutura.

Qual é o seu conceito do Criador?

Isso é a energia de criação. Nós não alcunhamos «Criador» como uma pessoa, como muitas nações no seu planeta veneram alguém ou alguma coisa, no caso de raças que crêem em forma de cunho divino. Nós reverenciamos o criador antes de criarmos algo que está além do que podemos criar, e aceitamos a nossa criação como sendo a sua manifestação. Nós não compreendemos um Deus sagrado, separado de nós, mas reconhecemos o uno, por falta de uma melhor palavra da sua língua (nós temos alguma dificuldade com a pronúncia exata da sua língua. E, visto que isto é uma questão filosófica, torna-se, realmente, num dilema). Eu diria que a energia do Criador é algo que nós identificamos mais como sendo o conceito de Deus. Isto traduz, em outras palavras, uma resposta não verbal que identificamos energeticamente. Tentamos captá-la através de
alguma energia que, na nossa vivência, identificamos como sendo o Criador. Espere um instante... eu posso captar para você apenas um pouco dessa energia. Um momento... existe uma resistência. Somente consigo captá-la através de uma forma subtil. Nós acreditamos na manifestação.

Mutilações de Gado

Poderia dizer-nos, por que o gado está a ser mutilado e partes do seu corpo retiradas?

Os seres envolvidos nisso, são da Terra. Não comentarei mais este assunto, por desejarem o anonimato, ou para se ocultarem do conhecimento público. Eu diria, que o aparelho doado para auxiliar aqueles seres humanos a continuarem os estudos médicos, foi fornecido pelos aliens Sirianos, embora não seja invenção
sua. Outros aliens Sirianos também estão amplamente envolvidos. Se partes de corpos dos animais que estão a ser removidas não é tanto para a obtenção do DNA (visto que isso é compreensível), quanto para a criação de uma hormona sintético, que pode alterar a massa física de qualquer corpo fornecido (inclusive corpos de animais)
para o recriar de uma outra forma. Eu estou intencionalmente aludindo isto indirectamente.

Alguns seres de Zeta Reticulli estão a passar informações para o topo do escalão governamental para que, em troca, lhes seja permitido conduzirem experiências de mutilação?

Isso é falso. Entenda que a alusão que você utiliza aqui é um exemplo de uma tentativa Siriana de criar uma subversiva sensação de culpa nos seres Zetas. Eu diria que a fonte da sua informação, 80% daquele documento (os papéis de Dulce) é verídico, mas os nomes foram alterados para proteger os inocentes. Cerca de
20% dos nomes das pessoas foram mudados, porque preferiram o anonimato e assim desejavam continuar. A verdadeira instalação biológica, que foi graficamente mencionada naquele documento, existe realmente, embora a história do que ocorreu tenha sido um tenha sido distorcida. Realmente, existem seres de Zeta Reticulli
trocando informações com o governo, e os cientistas, neste caso, actuam com uma autorização direta de alguns membros do governo dos EUA Posso dizer que existe outro ser Zeta actuando numa função similar na Rússia, e também num país Europeu, reconhecido actualmente como tendo uma influência mundial. Além de
outros dois. A denominada tentativa de corromper a raça humana e disseminar a ideia de um mundo escravo, é uma tentativa subversiva de fazer com que os seres Zetas sejam considerados monstros.

Os seres Greys possuem uma base em Dulce, Novo México, próximo dos limites do Colorado?

Sim, eles estão instalados lá. Um dos nível é uma base Zeta; outro nível está ligado aos Greys. Esses seres estão envolvidos numa rede de túneis, que estão espalhados por todas as áreas associadas com as reservas indígenas - numa parte do sul do Colorado, norte do Arizona, um pouco dentro dos limites do Utah, e com
sucursais abrangendo os limites de Nevada. Existe também uma pequena influência no nordeste do Texas.

Túneis Subterrâneos

Quem é o responsável pelos túneis que você mencionou próximo de Nevada, Arizona, e Utah? Os Greys?

Sim. Houve uma rede de túneis debaixo deste planeta durante muitos anos, onde foi utilizada tecnologia difícil de ser utilizada na superfície. Trata-se de um tipo de lazer altamente condensado que pode ser apontado num certo alcance como um emissor de sinal de rádio. É um emissor de som/lazer que, numa certa frequência,
provoca uma profunda perfuração. Oode, por exemplo, perfurar rochas. Este emissor utiliza uma certa reverberação ultra-sónica dentro da rocha, fluindo torrentes de água ao redor, em vez de passar através, mesmo que isto possa ser feito interdimensionalmente. Dos seres que participam nisto, alguns são Greys, outros Sirianos – e, num nível muito profundo da superfície do planeta, alguns seres Fundadores.

Qual é o propósito da perfuração daqueles túneis?

Criar um nível de interacção de potencial entre várias raças. Existem muitas raças habitando o interior do seu planeta, em várias dimensões. E há até algumas raças habitando na sua dimensão ou bem próxima dela, havendo a possibilidade de você poder interagir com eles, ocasionalmente. Os túneis são feitos para criar
acessibilidade, desde o interior das profundezas, para a superfície da Terra bem como lateralmente. Eles não são projectados para criar qualquer forma de invasão. Isto é, simplesmente, um tipo de movimentação.

Essa tecnologia lazer foi partilhada com o nosso governo, que está a utilizá-la agora na construção das suas próprias instalações subterrâneas, sem anuência pública?

Algumas informações foram compartilhadas com o governo; entretanto, a tecnologia u ltra-sónica não foi.O seu governo desenvolveu amplamente aquela tecnologia através de outros contactos e registros, como também através de inspiração. Uma forma de energia plásmica circundada com energia termodinâmica nuclear, foi partilhada com o governo para criar aparelhos energéticos, tão pequenos quanto a cabeça de um alfinete,
que poderiam sustentar a necessidade eléctrica de toda uma cidade. Mas o seu governo desprezou essa pesquisa, mesmo que certas pessoas no governo soubessem. Isso não foi pesquisado, talvez devido a envolvimento político e intrigas.

Qual é o propósito dos Greys em abduzir pessoas que estão inconsciente da experiência?

Os Greys acreditam de facto que têm permissão para fazê-lo. Eles foram indagados "antes de você ter sido criado", por aqueles que estiveram aqui para criar a raça humana, para tomarem parte no auxílio tecnológico - não indagados pelo Criador, mas por aqueles que tomaram parte na evolução genética e criação da raça humana. Então, eles acham que não somente possuem permissão do Chefe - aqueles que criaram a raça humana - mas que, em algum nível, existe um grau de permissão anímico, Se assim não fosse, eles não estariam aqui. Você deve compreender que eles não compreendem a individualidade separada do grupo, logo, se uma pessoa entusiasmada pretende correlacionar-se com eles, eles acham que o mesmo se passa com os outros todos. Como, no início, houve realmente um certo entusiasmo, eles acham que ainda existe um objectivo para estarem aqui. Normalmente, sentem uma sensação de reconhecimento benigno da presença desses humanos, mas, em geral, ficam confundidos (ou tão próximo quanto eles podem entender isto) pela ausência de cooperação de alguns dos que abduzem. Por norma, os abduzidos dizem que os aliens não têm permissão para os
abduzir, mesmo que, da sua perspectiva, tal permissão não seja consciente. Este é o entendimento dos Greys.

Trechos do "Show de Jerry Pippin"

Sobre o alien Joopah

Eu tenho quase 3 pés e meio de altura. No seu planeta seria facilmente reconhecido como um ser humano normal. Tenho estado aqui ocasionalmente, e, mesmo que você já me tenha visto, eu tenho acompanhado a forma como vocês vivem, através de aparelhos espiões que temos em várias naves. De facto, eu não estou a fazer espionagem, somente sou um pouco curioso.

Você realmente é do sistema estelar de Zeta Reticulli?

Sim.

Quanto tempo um ser vive naquele sistema solar?

Bem, na minha última vida, por exemplo, eu vivi quase 275 anos. Embora, na minha vida actual, tenha mudado de dimensão, viverei nesta nova forma de vida por quase 10.000 anos.

Então, você não está vivendo na tridimensionalidade terrena como nós estamos?

Não. Eu não estou numa dimensão onde existe envelhecimento e prantos.

Então, existem várias outras dimensões que nós desconhecemos, certo?

Bem, sim. Existem logicamente algumas dimensões que até mesmo eu desconheço. Eu tenho os meus limites. Mas diria que, de acordo com o meu entendimento de dimensão, estou agora na 9º dimensão. É um
pouco difícil de se explicar o que isto significa em termos práticos, mas diria que, pela forma de interpretação, isto significa que, da sua perspectiva, eu estou a vários milhões de anos no futuro. Isto é assim porque, no meu trabalho como historiador arquitectural, eu tenho algum conhecimento sobre o que você talvez venha a fazer no futuro. Sei que você achará isto divertido, porque não lhe disse, exactamente, o que você espera
no futuro, mas é importante que não o desvie da sua criatividade natural.

Quanto tempo uma nave leva para vir do sistema estelar de Zeta Reticulli até o planeta Terra?

Considerando o método de viagem que a minha raça utiliza nesta dimensão, isto levaria o tempo de você juntar os dedos e polegares da mão. Mas, para algumas das antigas culturas da minha raça, levava poucas horas, sendo que a maior parte desse tempo tomava-se em realizar várias manobras ao redor dos planetas no seu sistema solar. Mas isto não leva mais do que alguns segundos. Você deve compreender que a viagem acontece no "tempo" em vez de “distância”. Essa é a forma mais fácil de fazer a viagem.

Você disse que você, Joopah, é um dos pequenos homens cinzentos com grandes olhos. Certo?

Bem, eu diria que eu sou um dos homens bege com grandes olhos, porque realmente, existe aqui uma confusão. Por vezes, existem alguns seres que se aparentam um pouco connosco, que temos cor acinzentada. Mas, ocasionalmente, eu ou outros como eu, parecemos ser acinzentados devido a um aparelho tecnológico que usamos, o qual nos permite ter a aparência que quisermos na sua dimensão. Este aparelho é um tipo de barreira eléctrica. Logo, isto nos faz aparentar acinzentados. Mas aqueles seres cinzentos que têm vindo aqui, conhecidos por executarem violações, não são da minha raça.

Donde vêem eles?

Eles são de um pequeno planeta de um sistema solar chamado Sírius, e desejam ser afáveis.

Mas eles estão envolvidos - bem, como dizer? - em alguns incidentes graves ocorridos neste planeta, os quais que não são
os seus melhores ideais.

As abduções têm sido referidas. Estão, de facto, a ocorrer?

Sim. As abduções estão realmente a acontecer.

Você participa nisso?

Bem, eu diria que nós estamos envolvidos, mas não em abduções violentas. Ocasionalmente levamos pessoas a bordo, e sempre dialogamos com elas. De certo modo, sempre lhes mostramos coisas sobre o seu mundo e as instruímos muito. É verdade que, no passado (significa as décadas de 40' e 50' e um pouco na década
de 60'), participámos em exames médicos. Mas não realizámos abduções violentas. Compreendemos que você é a nossa vida passada. Portanto, não tencionamos feri-lo.

Poderia dizer alguma coisa sobre as mutilações de gado? De que forma isso ocorre?

Diria que os seres envolvidos nessas mutilações de gado, estão a tentar sintetizar, usando várias partes dos corpos dos animais que você mencionou, a criação de um clone humano que ficaria sob o jugo deles. Compreendo que isto pareça ameaçador, mas devo dizer-lhe que esses seres de Sírius têm sérios problemas para viverem na sua sociedade devido ao severo clima deste planeta. Os Sirianos são muitos sensíveis ao calor, pelo que estão a tentar criar um clone parecido com o ser humano, que possa conviver na sua sociedade sob o jugo deles. O que eles realmente não compreendem, logicamente, é que, até mesmo um clone, quando é criado, terá um tipo anímico do Criador. Se isto não acontecer imediatamente, acabará por criar o seu próprio destino e ficará sob o jugo de ninguém, excepto o do próprio Criador. Então, eu diria que a tentativa de sintetizar um ser que possa actuar como um corrupto, no final, não será bem sucedida. Gostaria de acrescentar,
com toda a sinceridade, que algumas das mutilações de gado estão a ser feitas por seres deste planeta que
possuem vários interesses.

Jesus

Temos uma chamada telefónica... Olá, você está no ar. Pode falar:

- Gostaria de perguntar ao ser, se ele conhece o ser humano que foi conhecido aqui na Terra como Jesus Cristo. Você sabe que existiu um Cristo e se ele foi, realmente, o filho do Criador?

Muito Obrigado. Sim, certamente. Esse ser é respeitado em todo o universo. Você deve lembrar-se que, ocasionalmente, neste planeta, acolhe alguns tipos de seres do Criador - como legados do Criador como alguém diria - para vos ajudar a mostrar o caminho que deve seguir. Jesus foi enviado para a Terra para ser um exemplo. Considerando quem ele foi na sua manifestação neste planeta, o conhecimento que você detém deve ir além das leis físicas que deve respeitar. Ele podia estar em vários lugares ao mesmo tempo, em diversos corpos, e também se projectava noutros planetas. Então, posso assegurar-lhe que ele é conhecido e amplamente
respeitado em todos os lugares em que eu já estive.

O Teste de Tecnologia Híbrida Terrena

Na última terça-feira à noite, por volta das 20:40 horas, estava no quintal e avistei um objecto que se aproximava vindo do nordeste. Então, guinou para o sudeste e voltou para a direcção inicial. Este objecto era muito grande, brilhante, e, num dado momento, a sua luz cintilou de forma errática. Após analisar, foi como se as luzes reflectissem pontos luminosos. E regressou para o nordeste, silenciosamente, quando foi abordado por dois caças. Eu nunca avistei nada parecido antes. Você poderia esclarecer o que se passou?

Esse tipo de experiência irá tornar-se frequente. Você numa rota de voo para o teste do que, brevemente, será alcunhado de Discos Voadores Terrestres. Uma cordial interacção está progredindo entre certos membros governamentais da Terra e seres aliens de outros orbes. Este aparelho especial esteve aqui e regressará. Irá ser disfarçado como um avião. Ocasionalmente será silencioso, podendo ser capaz de emitir som como o de um avião. O que você tem aqui na Terra é um aparelho de teste com mais de um motivo para a sua
origem. Trata-se de um avistamento verdadeiro da presença de tecnologia extraterrestre aplicada a aparelho terrestre.
O seu governo disse recentemente que iniciará o teste público deste denominado bombardeiro Stealth. Isto é um disfarce, porque eles estão realmente dando início ao teste de novos aparelhos, que se parecem muito com o que você chama de discos voadores. Ao contrário do que algumas pessoas dizem, isto não é um
encobrimento intencional para se dizer, "Vejam, isto é como os Discos Voadores", embora algumas pessoas recusem essa informação. Realmente, isto é o início do contacto público; é o modo do seu governo preparar os cidadãos para aceitarem a ideia de que existem civilizações extraterrestres. Eu pretendo passar a impressão de que eu e outros seres de minha raça estivessem a faltar à palavra com os oficiais do seu governo com quem me mantenho em contacto. Mas eles acham que seria de grande valia difundir esta informação embora de fonte não oficial. Você talvez diga que, da perspectiva governamental (considerando o meu posto GS), eu sou uma simples fonte não oficial. Nessa caso, eu apenas lhe diria que você avistou um aparelho que poderia ser alcunhado de Tecnologia Híbrida.

Roswell, Ets e o Governo Secreto

O que nos pode dizer sobre o acidente de Roswell? O que foi reportado é verdade? O que causou a queda da nave extraterrestre, e qual raça de seres aliens que estavam a bordo da nave?

Os seres aliens que estavam a bordo da nave eram de Siriús (não Sirianos negativos). Visto de um amplo contexto, o aparelho acidentado simplesmente criou um enigma neste planeta. Eles experimentaram uma radiação magnética próximo da área de experiências com radares. Naquele momento (Julho de 1947) o radar
estava ligado próximo de uma base militar, pelo que muita energia eléctrica e magnética foi emitida. Os militares não compreendiam o potencial do radar como uma arma tecnológica, visto que estavam rasteando numa certa direcção. Este efeito chama-se tempestade eléctrica ou magnética, mas tal não foi divulgado, por estarem
utilizando o radar para tais objectivos. Eles desconheciam essa capacidade de destruir vida em algum outro lugar; então tratou-se de um acidente. Mas criou um enigma.

Disseram que os aliens tinham quatro pés de altura. Por favor, descreva-os?

Eles são similares aos seres Zeta. Mas ocorreu um outro acidente naquela época, em que os seres aliens tinham de três a três pés e meio de altura, e pareciam-se com os seres humanos. Estes seres também eram de Sírius.

Então, existem várias formas de vida de Sírius?

Oh, muitas distintas formas de vida, justamente como a nossa constelação (sistema s olar). No fundo, variedade é o tempero de vida!

Qual é a melhor descrição sobre o disco acidentado em Aztec, Novo México, em 1948? Disseram que partes de seres humanos foram encontradas a bordo? Isto é verdade?

Diria que não eram partes de corpos humanos, mas que os seres que estavam naquela nave (havia mais do que uma raça alien presente) tinham aquelas partes humanas disponíveis de reserva. Não especularia dizendo que existem seres aliens intraterrenos que estão a abduzir seres humanos para comer. Reconhecendo a natureza
da medicina e da genética, não seria considerado incomum se encontrássemos partes humanas de reserva num laboratório médico. O aparelho era uma nave médica.

Mas eles disseram que tudo foi incinerado. Por que aquelas partes de seres humanos não foram incineradas?

A nave tinha a bordo um mecanismo de autodestruição, como normalmente são instalados. Mas, novamente - um enigma. É preciso dar aos seres humanos enigmas, você sabe, porque de outra forma você tornasse complacente.

O que nos pode dizer sobre o alien EBE? Qual era a sua raça, e que função representou em todo o cenário extraterrestre?

Você está a referir-se à terminologia "Entidade Biológica Extraterrestre"?

Sim, aquele que eles alcunharam de EBE, o único que capturaram vivo. Prefiro chamar-lhe «entidade biológica ‘enigmática’«. O trabalho dele foi cumprir aquele enigma. No fundo, se alguém encontra corpos ou restos de corpos, ficará aturdido, impressionado e intrigado. Mas se alguém encontra alguém vivo, irão observá-lo minuciosamente e dirão, "talvez o que eu acreditava desde o início realmente não seja assim". Afinal, isto foi como se visse uma borboleta espatifada no pára-brisas, como
algo bem distinto de um disco voador. Uma coisa é você ouvir alguém a falar francês numa gravação, outra coisa, bem diferente, é eles terem encontrado o alien e ele ter falado francês consigo.
Compreenda que existem níveis enigmáticos que devem ser estimulados. Estou passando esta ideia para você compreender quão vital isto é, para você ser estimulado com o inexplicável, para que, quem considere alguma coisa como uma falsidade, desista das suas ideias ao ser confrontados com a realidade. A coisa mais importante que esta entidade biológica enigmática deveria fazer era sobreviver, porque muitas pessoas, nos seus desatinos, acreditavam que inteligência extraterrestre era falsa e deveria ser destruída. E a melhor maneira do EBE sobreviver foi deixar-se capturar por aqueles que, de algum modo, queriam mantê-
lo vivo. No final, se o EBE passasse a correr na rua principal, decerto alguém lhe daria um tiro!

Então, ele foi capturado por cientistas e levado para uma base onde o questionaram, certo?

Sim, da melhor maneira que conseguiram. Eles são relutantes em usar a telepatia, embora ocasionalmente a utilizem.

É verdade que havia um coronel que era telepata?

Sim. Foi-lhe difícil usar a telepatia mas usaou-a porque, de outra forma, comprometeria a sua posição militar. Desnecessário será dizer que não foi promovido na sua carreira militar devido à sua comunicação telepática, pois os telepatas não são considerados importantes. Mas agora são São apenas no contexto de suas profissões, mas, normalmente, são considerados uma ameaça. No fundo, quando alguém vive num mundo onde segredo, o ultra-segredo e osegredo-cósmico é um factor, a ideia de possuir telepatas é considerada ameaçadora.

Eles comunicaram com o EBE? A informação que recebeu foi ou não verídica?

Tanto quanto se, foi verídica enquanto foi interrogado. Esse diálogo foi como se um pai conversasse com uma criança. O pai conta uma história à criança, como as da Bíblia, que são contadas singelamente. Quando alguém ouve alguém mais velho, compreende quão intrínseca a Bíblia realmente é. Logo, o que o EBE disse foi
apenas uma história singela. Quando a vida do EBE estava em perigo, foi transmitida para a Terra uma mensagem de resgate do espaço.

Porque não responderam? Essa resposta foi recebida?

Sim, foi respondido. Foi requerida a devolução do EBE. E?

Ele não foi devolvido.

Então não houve mais comunicação?

Houve, mas foi ignorada. Houve uma solicitação.

Uma ligação Arcturiana

Leah Haley, foi abduzida várias vezes por uma nave, que a deixou muito longe da costa da Florida. Mas ela continuou a sendo abduzida, e o governo sequestrou-a para investigar as suas abduções.

Poderia dizer-me quem está a abduzi-la, por que os aliens a abduzem e o que é que o governo está a tentar fazer?

Acho que os captores seriam de Arcturus. O seu planeta ou base naquele sector da galáxia chama-se... digamos “Cyclo” pois eu não revelarei o nome completo. Creio que ela é considerada não apenas como um espécimen (se fosse, eles certamente não a devolveriam) mas também como uma parente com uma linhagem anímica. Então, eles começaram a abduzi-la. Sabe, muitos seres aliens estavam a abduzir muitas pessoas: os extraterrestres abduziam seres humanos permanentemente e, decerto nada lhe teria acontecido se a nave
não tivesse sido abatida. Agora imagine o assombro do governo, ao deparar com um ser humano a bordo da nave! Claro que se perguntaram “de onde ela é?” Mas não se aperceberam que era humana, porque, naquela época, eles não mantinham muito contacto com as civilizações extraterrestres. Logo, eles enganaram-se.
Então, perguntaram-lhe de que sistema estelar ela era. A chave de entendimento de tudo isso é que: embora tenha dito que era da Terra, ela não conseguiu provar-lhes (apesar dos seus documentos). Não acreditaram nela. Na visão do governo e de qualquer agência militar, mesmo que alguém acreditasse realmente que ela era da Terra, restava a dúvida se ela não estaria envolvida com uma sociedade Pleiadiana, Arcturiana ou Zeta Reticulliana, ou até se não seria algum tipo de extraterrestre naquele corpo. Então eles continuaram a monitorá-la. A sua preocupação é que não estavam plenamente convictos de quem ela dizia ser e de que era
humana. É por isso que o governo continua a sequestrá-la.
Assim, ela terá que compreender que o governo jamais se convencerá de que ela nasceu e cresceu na Terra - mesmo que o ser que ela contacta e conversa fizesse com que a história parecesse convincente. Os aliens também adorariam se ela cooperasse. Por isso, têm dificuldade eme entender por que ela não deseja
fazê-lo. Com os extraterrestres.......?

Não. Que ela não deseja cooperar com o governo para o informar acerca dos extraterrestres.

Mas ela não sabe muito sobre eles?

Bem, isso é apenas um detalhe. Ela não consegue ter acesso as lembranças e, para frustração deles, o governo também não pode aceder à sua memória. Eles tentaram aceder a memória dela com drogas e todos os tipos. Tentaram com todos os tipos de tecnologias disponíveis, que não causariam danos permanentes. Eles pretendem deixá-la constrangida. Temporariamente constrangida. Mas, eles pretendem continuar a investigá-la após cada contacto - pois sabem quando eles acontecem - e é o fazem, agora.

Eles podem investigar todos os contactos Humano/Extraterrestre?

Sim. Falaremos sobre isto dentro de momentos. Mas, desde que eles descobriram esses contactos, querem continuar a estudando e a manter o contacto com isso. Eles apenas querem saber mais. Eles estão a trabalhar para criar um meio genético de recuperação de memória - embora tenha que passar algum tempo para aperfeiçoarem
a técnica, talvez uns vinte anos -

Você está a dizer que a memória dos contactos está embutida nas células do seu corpo?

Exacto. A memória inteira do contacto, através da análise genética, é extraída para o aparelho apropriado (não posso dizer realmente o que eles são, sem causar incidentes), em que toda a lembrança do contato pode ser extraída do tecido do corpo. Isto inclui o que ela viu e sentiu, bem como tudo o que ela estava a
pensar no momento do contacto - tudo o que o inconsciente e o campo áurico dela puderam perceber sobre o que os aliens pensavam e sentiam. Mas existe uma coisa que tem ocorrido (que lhe explicarei sucintamente, porque significa passar informação importante): As células têm que ser analisadas enquanto estão vivas. A questão, porém, é que o aparelho de análise não consegue captar ameaça, dano ou dor; deve ser ligado à pessoa viva, durante a análise. Se existir qualquer ameaça, nocividade ou qualquer tipo de dor, os tecidos serão electrificados por uma emoção que, essencialmente, tornará impossível a leitura da memória nas células. Isto é um motivo interessante. Mas o governo quer saber - e eles não interferirão no processo – por que os seres extraterrestres continuam a abduzi-la. Esperam aprender mais, desvendando o que está a ocorrer, numa tentativa de continuar a criar novas formas para se extrair informações.

Mas por que os seres Arcturianos a abduzem?

Da perspectiva deles, ela é uma parente. Possui uma alma e uma energia de luz, o seu corpo de luz, com uma ligação com eles. Qualquer humano que tenha ligação com seres de outros planetas, possui laços com eles, o que lhes permite acederem a uma grande quantidade de informação, conhecimento e sabedoria sobre
o estado de desenvolvimento emocional do ser humano. Este ser é monitorado para se observar se os seres humanos estão a ficar mais ou menos desenvolvidos espiritualmente e para se saber quando poderão aceitar a presença quer de dos seres extraterrestres, quer
dos seres entéricos que os extraterrestres lhes podem ajudar a ver e a dialogar. Você sabia que existe um aparelho que basta passar o dedo sobre ele para alguém ser capaz de ver, com a sua visão normal, as energias dévicas, as fadas - e até mesmo, em alguns casos, os seres angélicos - mesmo que esse alguém seja pouco
evoluído espiritualmente! Eu só não lhe disse o impacto que isto causaria na população terrena.

Quem tem este aparelho?

Várias civilizações extraterrestres, inclusive os seres que contatam esta mulher. Trata-se de uma versão ou de um tipo de aparelho similar que eles usam para distrair as pessoas.

O governo secreto consegue pesquisar todos os contatos Humano/Extraterrestre?

Sim. Isso acontece por meio da emissão de uma frequência de luz/som, que actua como uma matriz, ou como o que você chamaria de um filtro - todo o contacto de origem extraterrestre que, de algum modo, interage com a Terra é basicamente filtrado ou peneirado. Portanto, se uma nave aterra - mesmo não tripulada - o governo saberá onde aterrou.

Em qualquer lugar do planeta?

Sim, somado a uma outra preocupação que eles tinham: Eles recuavam no tempo, ao longo de uma certa linha temporal, interligada com esta época, para apagar algum contacto desse tipo.

Então, quais as civilizações capazes de fazer isso? Todas elas?

Quase todas. Os Pleiadianos, normalmente, não usam esta técnica, mas podem aceder a ela trabalhando com os seus instrutores, orientadores e alguns de seus aliados.

Implantes, Acordos e Bases Subterrâneas

Tenho três perguntas. A primeira é: por que os seres extraterrestres estão a implantar chips de silicone
em várias partes do corpo de certas pessoas que eles contatam?

Nem todos os seres aliens fazem isto, certo? Que eu saiba, esses chips, como você disse, não são implantados por nenhum extraterrestre. Repare: Qualquer coisa que seja implantada no corpo de um ser humano, que não lhe pertença naturalmente, é um dispositivo não físico. Isto é, se forem físicos, interferirão com o corpo e causarão problemas. Não é nossa intenção causar problemas, mas sim observar. Então, a nossa raça, tal como nenhuma outra raça, que eu saiba, implanta quaisquer chip. Espero que compreenda as ramificações - e seria bom que observasse as raças de seres, no seu planeta, que estão envolvidos nisto! Nesse sentido, diria o seguinte: no passado, o seu planeta foi habitado por determinados seres que possuem a habilidade de viajar no tempo, e por outros que viveram numa civilização passada no sistema estelar de Orion - uma civilização atrasada, que não compreendeu o verdadeiro valor de sua raça para o universo. São estes que participam em tais coisas. Mas a maior parte dos implantes de dispositivos físicos no corpo físico não é extraterrestre.

Você conhece alguma coisa sobre os acordos feitos entre a sua raça e o governo dos EUA, e as várias cidades edificadas sob o Arizona, recebendo mais de 15.000 extraterrestres?

Isso é uma realidade. Entretanto, fomos informados sobre m ais de um acordo. Quando a nossa raça começou a ser monitorada pelo governo dos EUA (sem falar dos governos dos outros países), as opiniões desses observadores tornaram-se mais respeitadas quando o governo começou a desenvolver um rudimentar aparelho de vigilância para monitorar as nossas actividades. Então, nós achamos melhor fazer algum tipo de apresentação formal com todos os governos da Terra, não apenas com o governo dos EUA (por exemplo, tínhamos um
acordo cultural muito antigo com os Chineses, Japoneses e com outros países cujas origens as sua história era anterior à sua (mas isso é outra história). Fizemos um acordo formal com o governo dos EUA, para podermos fazer o que vínhamos fazendo há milhões de anos. Isto é, nós achávamos que seria melhor encorajar a sua raça a começar a compreender esta herança natural e intergaláctica, apresentando-nos os seus governantes.
Nós não intimidámos intencionalmente o seu governo, mas, pelo resultado da nossa tecnologia, aparência e extraordinária forma de vida em relação à sua, houve um nível de intimidação que nós não pretendíamos. É importante compreender esta questão, porque, quando os seres se sentem intimidados normalmente, reagem
de modo que, noutras circunstâncias não reagiriam. No caso da nossa raça, dissemos que tínhamos muitas bases subterrâneas espalhadas por todo o mundo, dissemos que gostaríamos de manter acordos cordiais com vários governos terrenos para que eles soubessem que nós não pretendíamos incomodá-los, atacá-los, controlar os seus governos ou promover qualquer tipo de
invasão; dissemos que estávamos, simplesmente, numa ampla missão científica e diplomática. Isto foi, a meu ver, compreendido e apreciado pelos maiores representantes governamentais da época. Mas houve um inesperado factor intimidativo, porque não percebemos correctamente o modo como a sua raça se socializa. Ou
seja, ocasionalmente, você é capaz de dizer que alguma coisa verídica é falsa. Não digo que aqueles representantes
governamentais estivessem a mentir. Talvez lhes tivesse parecido que estavam a ser intimidados (o que os deixou na dúvida). Então, houve reacções num nível militar. Você precisa entender que, se alguém vem e lhe mostra, através de uma partilha amigável, um vislumbre tecnológico com aparência futurista (embora aquilo fosse realmente arcaico para nós), haverá um certo nível de cobiça em vários sectores da arena militar. Isso aconteceu, tal como, infelizmente, um nível de ameaça. Foi isso que nós não percebemos imediatamente. Em termos de cobiça, achámos apropriado fazer o que costumamos fazer com todas as outras civilizações: partilhar algumas das nossas mais benignas tecnologias, que tampouco causariam conflito neste planeta. Antes pelo contrário, provavelmente, contribuiriam para uma melhor qualidade de vida. Então, partilhámos alguns conhecimentos de genética, métodos médicos, alguns aparelhos e equipamentos científicos, bem como deixámos alguns dos nossos representantes durante algum
tempo com o seu governo e cientistas, para lhes explicarem mais detalhadamente as técnicas, e assim por diante. Gostaria de enfatizar que não partilhámos coisas que pudessem ser utilizadas destrutivamente. Este foi o acordo que ocorreu.

Responderei agora às suas perguntas sobre as bases subterrâneas no Arizona. Também há bases no norte do Novo México, sul de Utah e Colorado, e começam a estender-se (em termos de um sistema de túneis) pelo extremo leste da Califórnia e noroeste do Texas. Essas bases (algumas estão acima das bases Zeta Reticulli,
porque a tecnologia que as edificou não é tão sofisticada quanto á nossa) estão associadas com seres que você alcunharia de natureza negativa.

Assim, talvez pergunte, "Porque permitem que esses seres permaneçam aqui"?

Isto é uma ironia da natureza. Eles são muito mais negativos do que a sua raça humana, pois a energia negativa que eles experimentam no planeta deles varia entre 97% a 98% enquanto que aqui varia entre 45% e 55%. Receberam permissão para se instalarem aqui, porque, dentre todas as raças que eu conheço no universo,
a única com a qual eles podem comunicar é com a sua - porque eles respeitam e valorizam os aspectos negativos de medo e poder que estão enraizados na sua civilização. Assim, eles não se sentem tão ameaçados pelos humanos quanto por outras raças. Acrescentaria que aqueles seres possuem uma história interessante com a Terra. Eles vieram de um pequeno planeta na galáxia de Sírius. Embora, existam muitos planeta afáveis e iluminados, Sírius é um pequeno planeta que se camufla. Eles representam algo muito impressionante para vocês. Eles não sabem disto porque não aceitam informação de qualquer outra fonte além de si mesmos, embora, agora, talvez aceitem o seguinte: Quando você progredir da 3ª para a 4ª dimensão enquanto estiver vivo - não entre vidas - deixará para trás
a tridimensionalidade terrena. E dirá, "Nós deixamos para trás alguma coisa poluída". Até poderá ser que seja, mas deixará algo que é um Jardim de Éden comparado com o planeta deles. A coisa estará tão poluída que eles se sentirão como se estivessem na sua casa. Eles não sabem que herdarão a tridimensionalidade terrena,
e que isto lhes será dado como um dom. Eles acreditam que o único modo de escaparem do planeta deles, que está gradualmente implodindo, é assumir o controle da Terra. Agora, não fique assustado, porque eles não possuem capacidade para o ferir seja de que maneira for. Não relevei muito sobre este assunto. Entretanto, eles intimidaram o seu governo. Quando eles chegaram aqui, há muito tempo atrás, apresentaram-se, tal como nós fizemos. Eles tinham um rudimentar corpo clonado, sendo por isso que puderam criar um corpo parecido com o das outras raçasm enquanto permanecessem numa atmosfera separada. Foram capazes de criar um corpo muito parecido com o nosso, e, quando contactaram
o o governo dos EUA , tentaram ser como nós dizendo que gostariam de começar a compartilhar a tecnologia que o seu governo ambiciona e que usariam todos os meios necessários para obterem o que os governantes quisessem. (Isso foi uma questão chave). Dentro do exército este tipo de ameaça e negociação é conhecida. (Isto não é nenhuma crítica de minha parte; estou apenas a dizer que o seu governo sabe lidar com forças ameaçadoras). Diria, ainda, que o seu governo naquela época não queria a presença daqueles seres; entretanto, foram subornados, digamos assim. Isto não significa que esses governantes fossem pessoas corruptas, mas que, naquela
época, se sentiam ameaçados geopoliticamente por outro poderoso país. Isto foi o apogeu do que você chamaria Guerra Fria. Os governantes dos EUA acharam que, a menos que desenvolvessem armas muito mais poderosas e precisas do que a arma atómica, o governo estaria, como o seu presidente enunciou, sepultado. Você pode assim compreender a sua motivação em permitirem este tipo de ameaça entre a sua raça e a raça deles. Sem aquela pressão, jamais teriam feito isso. Então, os seres daquele pequeno planeta de Sírius disseram-lhes que gostariam de edificar bases subterrâneas
no Sul do território americano e que jamais interfeririam com a população. Limitar-se-iam a ficar aqui conduzindo várias experiências. Então, para conseguirem aquele privilégio, compartilhariam com o seu governo uma tecnologia que utiliza a focalização de radiação Próton (foi o nome que eles deram) que fora criado a partir do laser de alta energia. Entretanto, esse laser energético, quando altamente condensado e apontado
para um alvo, poderia ser usado com objectivos destrutivos - que era o propósito pretendido. O seu governo concordou com a ideia de ter uma arma que seria considerada fortemente repressiva, se o país fosse invadido por forças extraterrestres. Este foi o contexto da época. Mas, mesmo que aqueles seres estivessem a mentir ao seu governo e se disfarçassem ardilosamente (o seu
governo agora já sabe disto, embora não soubesse naquela época) os governantes realmente não podiam evitá-los. Eles mentiram ao seu governo de muitas maneiras: disseram que tinham uma arma que poderia destruir totalmente o seu planeta num picar de olhos. (Os governantes acreditaram nesta ameaça quando, na década de 50, aqueles seres di spararam as suas armas laser). O que eles não disseram, logicamente, é que esta arma não poderia ser usada na Terra! Não devido a algum acordo intergaláctico (que eles tampouco honrariam), mas porque as circunstâncias na Terra não o permitiriam. Então, quando os representantes do governo dos EUA foram intimidados, acreditaram que estavam a lidar com uma raça de seres que, posteriormente, poderia destruir os EUA assim como o mundo, e que esta raça estava a oferecer-lhes este grande presente tecnológico, dizendo, garantido, além disso, que não perturbariam
população – argumento em que os representantes do seu governo acreditaram. Portanto, este foi um acordo constrangedor, que faz com que alguns de vocês não gostem de ter alguém desse tipo convivendo ao seu lado. O seu governo, recentemente (nos últimos 10 anos), descobriu este ardil deles e soube que tais seres não
são, realmente, de Zeta Reticulli, mas de Sírius. Isto causou um grande furor em todas aquelas bases subterrâneas espalhadas por todo o Sul americano. Agora, os governantes sabem quem são aqueles seres e a sua intenção de controlarem a Terra. Eles estão envolvidos nas chamadas mutilações de gado, porque estão a
tentar clonar (usando a sua rudimentar tecnologia de clonagem) um corpo humano que poderia viver na superfície deste planeta.

Alguns aliens negativos que habitam o subterrâneo possuem naves que sequestram o gado e assim por diante? Eles podem viajar nas naves para fora das cavernas ou seja lá o que for?

Sim, mas somente através de certos lugares de acesso. E não podem sair do aparelho. Sei que algumas pessoas disseram terem visto extraterrestres no local onde tais coisas acontecem, e é verdade que alguns seres Zeta estavam presentes. Certas raças de seres de Zeta Reticulli foram inocentemente usados por aqueles seres de Sírius devido à sua ignorância e incapacidade para se aperceberem do impacto negativo daquela raça de seres sobre os humanos. Mas esses clones Zeta são hibridizados e não sofisticados, e s ão poucos. Eles, realmente, não auxiliam os seres de Sírius no seu trabalho, mas estiveram com eles ocasionalmente como
observadores científicos. Não são usados como escravos, mas são tratados com indiferença por esses seres de Sírius. Portanto, naquela época foram vistos na região. S testemunhas compreenderão claramente que os seres Zetas são inocentes, enquanto que os outros seres de Sírius estão francamente envolvidos em alguns actos
perversos.

Que aspecto têm esses seres negativos? São parecidos com os seres Zeta Reticullianos?

Eles podem criar um corpo similar (novamente dizendo que é um disfarce), mas não podem viver no seu ambiente atmosférico; somente podem viver numa atmosfera fechada, sintética. Eles possuem uma grande e bulbosa narina que não actua como uma narina, mas como um órgão do seu fluido espinhal. Pequenos e atarracados,
não são bonitos para o seu padrão de beleza.

Trazendo os Bebés para Casa

Eu sou Joopah. Da 9ª dimensão do sistema estelar de Zeta Reticulli.
Darei agora uma breve elucidação: há algum tempo atrás a minha raça enfrentou problemas de reprodução. Podíamos clonar, como fazíamos há anos; após muitos anos pesquisando um corpo ideal, esperávamos por um corpo perfeito. Clonávamos, mas nada acontecia. Oh, nós podíamos criar um corpo, mas um corpo é somente
um corpo até existir alma. E a alma não encarnava. Aguardámos, até que procurámos os nossos sacerdotes e fizemos cerimónias; conversámos com os instrutores, questionámos os conselheiros e também rezamos. Nada adiantou. Então, achámos que seria o nosso fim. Mas sabíamos que precisávamos de perpetuar a nossa raça, não só porque isso era importante para nós, mas também para assistir, apoiar e manter muitas outras raças e culturas por todo o universo, algumas das quais não poderiam existir sem o nosso aux ílio. Então ficamos aturdidos: após esperar muitos anos que uma alma encarnasse num dos nossos corpos (tentamos diversas variações de clonagem, mas tal não sucedeu), decidimos que deveríamos fazer alguma coisa. Então recuámos no tempo e tentámos encontrar a mais resistente e versátil expressão da alma das nossas encarnações passadas. Foi por isso que viemos visitá-lo. Para os seres Zeta-Reticulli, vocês são as nossas vidas passadas, em termos da expressão dimensional superior. Então, achámos que poderíamos fazer algo mais, e a genética foi a nossa fundação. Então, conversámos com os nossos instrutores e perguntámos, "Será que podemos criar uma raça híbrida entre os seres humanos e nós?". E eles disseram, "Sim, se forem bondosos. Não devem ferir ninguém".

A Experiência Híbrida

Bem, no início da experiência, é lamentável dizer, nós éramos muito atrasados. Pense nisto: Durante os milhares de anos da nossa raça, apesar da assistência que demos a outras raças, mantivemos pouco contato com elas. Não nos misturámos; apenas dávamos apoio e, ocasionalmente, nem éramos apercebidos. Então, devemos justificar que, no passado, alguns de vocês não foram tratados distintamente como trataríamos a nossa raça: Nós aterrámos (no passado foi possív el fazê-lo) para encontrar uma alma voluntária. Presentemente, nós perguntámos a todos aqueles que já cooperaram voluntariamente fornecendo material genético no nível anímico. Porém, se alguém se aproxima de nós, segurando as nossas mãos para nos levar a algum lugar, nós vamos. Mas não sabíamos que no seu planeta era diferente. Então, peço desculpa. Nós cometemos alguns
erros no passado, porque as pessoas eram levadas a bordo de naves sem lhes perguntar, "Você se importaria?" ou "Se você por favor..." e todas essas coisas. Anos depois, encontramos os nossos instrutores. Eram como nós, para que pudessem falar a nossa língua.
Nós não usamos apenas a telepatia, mas também um som convertido para falar. Não é diferente da vossa forma de falar quando falam súbita e concisamente. Às vezes, entre bons amigos, você diz uma palavra ou duas e a outra pessoa entende o seu significado. Nós pronunciamos uma palavra ou duas, e a outra pessoa saberá
perfeitamente o que se quis dizer ou se precisou de expressar. Então, quem precisava de falar connosco tinha que falar a nossa língua. Naquela época eu não estava na dimensão que estou agora. Esses instrutores vieram desta dimensão, onde eu estou agora, e disseram-nos muitas coisas, algumas das quais não conseguimos compreender imediatamente. Você tem que compreender o seguinte sobre a nossa raça: nós somos diferentes de vocês, não nascemos
para sermos individuais; nascemos para sermos como um co-operário, para vivermos pelo consenso. Portanto, o que é dito a um de nós não é suficiente. Quando ocorreu o contacto original, os seres humanos vieram à nossa nave e começaram a dizer disseram: "Isso não é correcto; devem fazer desta forma", e assim por diante.
Pouco tempo depois de todas essas prelecções, acordámos e alguns dos problemas de contacto, entre nós e vocês, foram ultrapassados. Então, um intermediário foi colocado a bordo da nave, alguém mais conhecedor e com mais prática da sua raça, alguém parecido com os humanos, para que vocês não se assustassem com a nossa aparência, que é diferente da vossa. Veja, isso foi um grande desafios. Nós não podíamos compreender a vossa reacção para connosco porque
nunca lidáramos directamente com outras raças, devido a nossa aparência. Sempre pensávamos, "Oh, bem, esse é o seu aspecto; e é bonito". Os nossos instrutores, finalmente, convenceram-nos a trazer alguém a bordo para que os seres humanos nos pudessem ver e identificar. Eles disseram, "Você pode fazer o seu trabalho,
mas aquelas pessoas precisam de ver um de vocês, aqui a bordo, para se sentirem confortáveis". Então, solicitámos auxílio de alguns voluntários das Plêiades, e eles vieram, um por cada nave. Eles não gostaram desta breve viagem de trabalho, mas ficaram em cada nave durante talvez três ou quatro meses do vosso tempo. Os nossos instrutores compreenderam que, se esses Pleiadianos iam ajudar a minha raça a compreender os humanos e a sua forma de viver, deveriam dialogar connosco em grupo. Então, nos anos recentes, eles pediram-nos para darmos um passo adiante e logo tivemos reuniões nos grandes salões do nosso planeta.
Eles discursaram e disseram que tinham vindo da nona dimensão (aquela onde agora eu me incluo) para nos dizer que deveríamos instruir os seres humanos, auxiliando-os a tornarem-se mais adiantados. Você, o ser humano terreno, é o ser mais adiantado que já encontramos porque pode adaptar-se. Mas nós, lamento dizer,
não somos muito adaptáveis. Depois, os instrutores deram mais explicações. Agora, quando os da minha raça chegam à Terra (embora
já não possam aterrar) e fazem contacto, são mais cautelosos. Saiba disto: a nossa raça não é aquela a que você chama de Greys. Eu não gosto daquilo, pois nós não somos assim. Os chamados Greys, são uma pequena minoria. Muito do que você ouve dizer sobre eles – e eu conheço-os muito bem, pois vejo-os diariamente - não
é verdade. Vocês, como uma raça de seres humanos, estão, atualmente, a ser condicionados pelos governantes do vosso mundo para marginalizarem os visitantes extraterrestres. Muitos perguntam, "Quando é que descem e aterram aqui?... Apareçam e se juntem-se a nós". Bem, existem dificuldades - governos e etc, assim como a vossa reacção à nossa aparência. Nós aprendemos lentamente... mas aprendemos. Talvez devêssemos usar uma grande máscara de Halloween e uma grande faixa com os dizeres, "Tenham um óptimo dia". Mas nós não usamos máscaras; esperamos vocês nos compreendam e que, pelo menos, sejam capazes de nos tolerarem.
Há alguns anos atrás, quando a minha raça receou que estivéssemos a sucumbir, eles recolheram muito material genético de mulheres e homens, no seu planeta. Mais: nos últimos 45 a 47 anos da nossa raça, nós criamos uma raça híbrida, para o caso de estarmos em via de extinção, algo que nós achávamos que já estava a acontecer. Mas não compreendíamos que mudaríamos dimensionalmente. Compreendemos que vocês estavam a deslocar-se de uma dimensão para outra. Mas não compreendíamos que, como uma raça de seres, também
estávamos a mudar - da sexta para a nona dimensão. Alguns da nossa raça irão da sexta para a sétima dimensão rapidamente, e depois para a nona. Mas nós não compreendíamos isso. E, por estarmos a aprender lentamente, isto levou algum tempo. Mas, quando nos apercebemos, compreendemos que tínhamos uma raça híbrida de criaturas que, algum dia, terão maravilhosas ligações entre os humanos e nós e, também, com outros seres. Esses híbridos são um
pouco maiores do que nós, com uns cinco pés de altura, artísticos e um pouco apaixonados, embora não tanto quanto vocês. São inteligentes e (como nós podemos dizer) elegantes.

Dois Grupos de Bebés

Mas o que sabe você sobre os bebés?

Ao mesmo tempo que nós tentávamos desesperadamente preservar a nossa raça, um dos nossos instrutores disse, "Enquanto fazem isso, por que é que também não preservam alguns seres humanos"? E acrescentou; "Existe apenas uma pequena chance, talvez 1,5 a 2 % de eles não farão isso na Terra". E nós dissemos, "Pensamos que isso já estava a acontecer, porque estamos aqui; as nossas almas já se acostumaram com os seres humanos que evoluíram". E ele respondeu, "Isso é verdade. Mas haverá pessoas que desejarão mudar o ciclo evolucionário na Terra de algo que é benigno, amoroso, divino, luminoso, para algo destrutivo, controlador, guerreiro e temível". Perguntámos, "Mas isso não é algo que é mudado, que pode ser transmutado"? "Provavelmente. Mas apenas no caso de vocês desejarem criar um ser humano alternativo, que tenha um
pouco das vossas feições, ao mesmo tempo que estão a criar a raça híbrida entre você e o ser humano" Nós dissemos, "Certo"
Assim, nós temos aqui dois grupos de bebés. Um grupo tem 49% de genética humana e o outro grupo 51% da genética Zeta. Esta é a raça que nós achámos que herdaria a soma total da nossa consciência. Quando criamos esta raça durável, esses bebés jamais quereriam vir e viver aqui, mas sim serem os nossos herdeiros.
Então o nosso instrutor disse, "Tenha um outro grupo de bebés, pois os seres humanos não podem criar esses". Dissemos, "Nós sabemos criar os nossos seres e até mesmo os híbridos, aqueles que representarão a nossa raça com as paixões do passado do ser humano. Mas não sabemos criar os bebés humanos e provê-los com que
as mães humanas e pais lhes dão". Então o nosso instrutor disse, "Sem dúvida". Assim nós fizemos. Mas não sabíamos o que estávamos a criar. Nós não somos o tipo de ser que é emocional
e apaixonado como vocês. Então, quando as coisas não sucedem, ficamos desapontados. Quando você se sente magoado, tremendamente aflitivo e condoído de descontentamento, a nossa raça fica cabisbaixa, um pouco triste, como se desanimada. Nós não somos emocionalistas. Nós evoluímos no sentido do intelecto em
vez do sentimento, embora isto agora esteja se a tornar-se bem equilibrado. Então, estávamos aqui tentando criar um grupo de seres... que não sabíamos como criar; como se uma criança pegasse num animalzinho e nos perguntasse: "O que é isto?". E nós não tínhamos ideia do que fosse Portanto, ocasionalmente nós levávamos um ser humano - de quem tínhamos obtido material genético
com a permissão anímica- e pedíamos conselhos. Levávamos esse humano para um quarto, o qual, para ele, era como uma sala de incubação. Os bebés ficavam ali dentro das incubadoras, onde tínhamos de os manter porque eles não podiam inalar a nossa atmosfera. A mãe humana deveria entrar nessa sala de incubação e
pegar num bebé, para que ele sentisse aquela energia maternal. Mas ela não compreendia que havia uma redoma à sua volta. Ela sentia como estivesse a respirar, como se houvesse oxigénio no quarto, mas não havia. (Nós não podemos inalar o oxigénio, que é tóxico para nós). Então, ela disse, "Eu quero segurar um bebé.
Eu quero tocar num". Mas você não pode fazer isso com aqueles bebés. Então, nós deitamos essa pessoa e extraímos imagens da sua memória para sabermos como os bebés humanos são cuidados. Você, porém, deve lembrar-se que a memória humana não é simples. Na nossa raça, todos os seres crescem distintamente. Eles não vêem televisão, não captam as imagens daquela forma. Eles são aculturados de um modo muito conciso. Por isso, as memórias são muito apuradas quando são extraídas. Mas, você compreende, nós tentamos captar a memória através da telepatia. Assim, o que estava na mente daquela pessoa, além da forma de como ela cresceu, também captámos os resultados dos erros que cometera, de ser repreendida pelos seus pais agressivos, tal como, também, imagens esquisitas de filmes de televisão. E não sabíamos distingir umas das outras! Mas algumas dessas coisas - como bater numa criança, por exemplo - nós não faríamos. Isso seria a nosso contragosto.
Nós não sabíamos de nada disto, e nossos instrutores foram muito misteriosos connosco. Não nos explicaram o motivo para nutrirmos e protegermos, da melhor forma possível, este grupo de bebés, que a raça humana não gera. Então, ali estávamos nós tropeçando e enganando-nos por causa dos pais humanos. Talvez devêssemos ter tido mais algumas mulheres e homens, que viriam a bordo para captarmos as suas memórias. Você talvez diga, "Joopah, por que não lhes perguntaram se queriam ir?" Mas isto foi um dilema. Você,
agora, pode imaginar-se si mesmo naquele momento, quando se apercebe do que está a acontecer: "Bem, sente-se aí e vamos conversar". Porém, ainda hoje, quando, ocasionalmente, algum extraterrestre se senta na sua frente, não fala a sua língua e não se parece consigo, você fica um pouco desconfortável. (Com as crianças é diferente). Mas nós não nos podemos sentar na frente dos adultos, no nosso novo divã ou cadeira. Eles, que não se parecem connosco, diriam, "O que é que você está a fazer???!!!" porque nós, realmente, somos diferentes e esquisitos para eles. Ora, a partir do momento em que eles se assustam, nós não podemos captar as suas memórias; somente podemos captá-las quando estão relaxado, num estado meditativo ou quando estão totalmente tranquilos, tal como você ficaria junto dos seus amigos ou consigo mesmo. Posso afirmar que os representantes do seu governo ficaram muito nervosos quando se sentaram na nossa frente nas décadas de 40, 50 e 60. A melhor coisa a fazer seria deitá-los numa mesa e focar sobre eles umas luzes, numa certa sequência, para os conduzir a um estado de consciência profundo, como uma profunda meditação. E, enquanto eles estivessem a observar as luzes, nenhum aparelho lhes seria aplicado. Haveria, somente, receptores por detrás de suas cabeças, atrás dos ouvidos, na área mais sensível nos dois lados da cabeça. Então, dessa forma, nós captaríamos as suas memórias.

A Terceira Raça - a Mãe Híbrida

Mas não foi isto que aconteceu. Nós captávamos todas aquelas imagens esquisitas, e pensávamos: “Não é possível que o ser humano cresça desta forma. Se assim fosse, eles seriam muito engraçados”. Ficámos, é claro, um pouco confundidos. E, durante este período, a taxa de mortalidade dos bebés humanos foi alta, não devido ao tipo de atmosfera e aos nutrientes que faltavam, mas porque não sabíamos como fazer o que nunca fora feito connosco antes e nunca nos fora ensinado. Não sabíamos como segurá-los, niná-los e amá-los, porque isso é um sentimento. Lembro-lhe que os nossos sentimentos são muito súbitos. Então, finalmente, criámos uma raça híbrida de mães. Tínhamos conseguido uma permissão especial dos
nossos instrutores e do nosso Espírito Criador para criar um híbrido entre o ser humano e um pouco do nosso. Esses bebés tinham quase 90%, talvez 85% de genética humana e 10% ou 15% de genética Zeta, e um pouquinho de outras coisas. Tivemos que criar a raça mãe - apenas mães - que poderiam aprender. Inicialmente, fomos capazes de comunicar com elas, porque elas foram criadas com 40% de genética humana e 60% da nossa. Isto foi, realmente, o início da criação da raça, alcunhada agora de Greys (eu não gosto deste nome). Ocasionalmente, pedíamos permissão aos voluntários, no nível anímico, porque não podíamos descer, sentarmo-nos na frente deles e dizer, "Você seria voluntário para ir para um planeta onde quase todos são parecidos connosco?"... "O quê?! Não, deixe-me ir embora!" Então, conseguíamos a permissão no nível anímico. Quando
contactávamos uma pessoa por 40 vezes, ela se acostumava connosco e deixavam de ter medo ou, pelo menos, resignavam-se quando aparecíamos. (Naquela época, não compreendíamos as subtilezas entre resignação e aceitação. Bons perfis emocionais não eram atractivos para a minha raça). Então, trouxemos algumas pessoas, viajando no tempo. Levamos quase 60 pessoas durante anos, mulheres,
ficando estabelecido, para nós, que aquelas mulheres eram as «educadoras de infância». E pedimos para ensinarem a raça mãe, aquelas que tínhamos criado para serem como mães. E elas assim fizeram. Ficaram por duas, três semanas naquela época e, então, fizemos com que regressassem para a sua própria época. Da perspectiva delas, haviam transcorrido uns cinco minutos, mas elas levaram três semanas a experimentar um período de treino com a nossa raça mãe, essa que é, realmente, a raça raiz do que é agora alcunhado de seres Greys. É importante você saber disto, porque eles foram criados para cuidar de pessoas como vocês. Um novo objectivo para a Raça dos Bebés Humanos Agora, em poucos meses, coloque isto numa sequência temporal, eu e outros conselheiros na 9ª dimensão - que orientam a nossa raça na 6ª e 7ª dimensões - fomos informados mais claramente sobre o objectivo dos bebés humanos, o porquê e o que acontecerá com eles. Agora, temos vários bebés crescidos, já adultos, capazes de iniciarem a sua própria raça e viverem entre nós, em grandes quartos, com a atmosfera ideal. Isto fica abarrotado de seres! Mas eles podem também viver na vossa atmosfera emocional, e são totalmente imunes a todas as doenças. Agora, porém, parece que vocês já não precisarão que esses seres herdem o vosso planeta para iniciarem um novo ciclo - o qual foi idealizado pelos instrutores que nos pediram para criarmos esta raça, pois achavam que vocês talvez não fossem capazes de sobreviver. Se isso acontecesse, eles gostariam que vocês começassem tudo de novo, mas em corpos que seriam um pouco diferentes, mais intelectuais... e um pouco mais aceitáveis.
(Não opinarei muito sobre o assunto para não classificar Joopah, de egocêntrico). Mas agora foi-nos dito que esses seres estão a regressar. Talvez pergunte, "Eles têm uma aparência diferente da dos seres humanos?"

Sim. Alguns deles se parecem muito com você e poderiam passar por humanos, facilmente. Outros, porém, possuem um crânio um pouquinho maior, embora não assemelhado com aquela anomalia chamada de
hidrocefalia. Apenas um crânio um pouquinho grande, identificável por um médico, mas disfarçável – bastando somente usar um chapéu.
Disseram-nos que, agora, eles começarão a vir para a Terra, visitando e talvez encarnando em alguns dos vossos jovens. Porquê? Porque vocês agora desenvolveram o passado na vossa necessidade desesperada de subsistir o que vocês foram. Mesmo que você lute e esteja passando por um momento difícil na sua vida, que
não lhe serve para você, você não virará a cara. Mostraram-lhe que teria muito sucesso nisso. Mas não é fácil. Então, aqueles seres estão a chegar. Viverão num planeta próximo (não no seu sistema solar), mas, com as naves que possuem, podem chegar aqui na Terra muito rapidamente, em dois minutos. Eles começarão a contatar
mais seres humanos. Estão entretidos porque conhecem muitas das vossas gírias e várias línguas. Serão capazes de conversar com um adolescente e serem compreendidos. Quantos adultos podem fazer isso? São extraterrestres, seres que se aparentam consigo, o que é muito distinto de dizer, "Você não é daqui, pois não?"

Variações Físicas

Até que ponto são diferentes? Bem, as suas cavidades oculares estão entre dois a cinco centímetros distantes do nariz e afastadas na lateral. As suas narinas são um pouco menores do que as vossas, em média; e isto poderia ser medido. Possuem todas as cores de todas as raças. Se você colocasse quatro ou cinco deles
num quarto, mesmo que fossem de diferentes tipos de raças, você diria, "Vocês todos devem ser da mesma família". O que farão eles? A energia deles é contagiante. Mas eles não contraem nenhuma doença. São totalmente imunes a todas as doenças terrenas, tanto mental, quanto física ou espiritual. Porquê? Afinal, eles foram criados a partir da sua genética. É por isso que a energia deles é plenamente contagiante. Eles não captam a energia também. Sim, são telepatas; não possuem intuição como a sua, porque o seu instinto requer que você seja receptivo à energia que o circunda para poder dizer, "Deste modo... não daquele forma". Eles não fazem isso; farão isso somente com osseus intelectos. O trabalho deles é, inicialmente, socializarem-se com você ao máximo que puderem. Alguns deles, em certas raças, serão capazes de passarem desapercebidos. Parecem ser um pouco diferentes, mas, se usarem
um chapéu, uma peruca, talvez uma daquelas camisolas com capuz, ficarão camuflados. Possuem ouvidos e queixo, mas não têm cabelos na face, nenhum; logo, não têm barba, mas há alguns humanos que também não têm. Os seus órgãos internos são um pouco diferentes, mas não muito. Um dos dois pulmões é um pouquinho maior do que o outro. (Isto também ocorre entre os humanos, mas como uma anomalia ou como uma ligeira variação. No caso deles, é um pouco mais acentuado). Mas há outras diferenças: os rins são menores e a distância entre os rins e a bexiga é muito pequena. Basicamente, eles são iguais aos humanos, mas com mais variações. O trabalho deles é estarem com os humanos, apenas estarem com os humanos, interagirem com eles tanto quanto possível, porque desejarão, justamente pela sua existência, irradiar energia que o inoculará e curará. Uma pessoa com uma psicose, não considerando quão enraizada e intratável seja, poderia ficar perto de um desses seres por cinco minutos e logo aquela ps icose ficaria reduziria a uma neurose. E, após vinte minutos, cessaria toda a dor. Todas as feridas, até mesmo todo o karma que fomentava a psicose ou a neurose naquela pessoa, seria erradicado. O psicótico nada sentiria, excepto uma grande sensação de relaxamento. E,
quando retomasse a sua real personalidade, sentir-se-ia como uma criança. Contudo, esses seres saberão alimentar-se e ir à casa de banho. Precisarão, no entanto de, se recolhimento durante algum tempo. Por que lhe digo isso? Você irá encontrá-los dentro de dois a três anos, e durante muitos anos mais - pessoas adultas e inteligentes, que parecem crianças, muito ingénuas. Poderá ajudá-los sendo compreensível, paciente, e estando ciente de que aquela é a sua natureza, ou que você foi visitado por um desses novos seres. O que eles faziam antes, já não fazem mais; sentem-se seguros vivendo seja onde for. Mais do que isso: As pessoas que emanam este tipo de vibração, desejarão captar algumas das suas energias. Tal como você, que tanto recebe como doa, eles emanarão um pouquinho dessa energia - de 3% a 12%. E talvez seja bom conviver com eles. Ficar perto de alguém assim talvez seja, por vezes, um pouco aborrecido; outras vezes, porém, quando você estiver triste, deprimido, depois de um dia árduo de trabalho, estar perto desses seres durante alguns minutos fará com que você passe a sentir-se bem, desejando sair, jogar basquetebol ou fazer uma longa caminhada. E você dirá, "O que se passa com esta pessoa"?
Eles ficarão nesta missão, aqui, justamente por quase 30 anos. Depois disso, provavelmente, começarão a sua própria raça no interior de Júpiter (que, naquele momento, desejará restabelecer -se de seu recente ferimento). É isto que está a acontecendo agora com os bebés.
* * * * *

Robert Shapiro tem vindo a comunicar com seres de vários sistemas estelares e dimensões durante toda a sua vida. Tem sido um ser contactável há mais de 16 anos, embora canalize pouco ou quase nada, com uma brilhante clareza e profunda ligação, canalizando normalmente Zoosh, como está apresentado neste livro;
Robert tem contribuído grandemente para um entendimento da história e da meta da humanidade neste
seu trabalho cronológico dos acontecimentos - A Raça Exploradora. Nenhum livro pode fornecer a origem, o propósito e o futuro da humanidade, prosseguindo a história da Raça Exploradora no presente livro e na Raça Exploradora II e Uma Grande Viagem Cósmica. Também recomendamos a leitura da série Shining the Light,
que focaliza a luz por detrás dos bastidores diários, das nefastas actividades do sinistro governo secreto, tentando subjugar a humanidade, impedindo a Raça Exploradora de se relacionar com as dimensões superiores.

Este texto foi adaptado para português por vitorino de Sousa
Agosto de 2003



&selNumPosts=XXX

1 Comments:

Blogger Charles Carvalho said...

Acompanhei muito o Rober Shapiro na extinta Ama-luz. Hoje, onde posso encontrar mais informações sobre suas novas canalizações (livrarias ou na WEB)?

6:49 PM  

Post a Comment

<< Home