Monday, January 02, 2006

OS ALIENS FALAM - COMUNICAÇÃO EXTRATERRESTRE

O direito autoral da tradução dos capítulos "Contact with a Little Gray Being" e "The Aliens Speak" do livro The Custodians, foi cordialmente cedido para o tradutor Janglada pela autora Dolores Cannon e pelo editor Ozark Mountain, Inc;


Tradutor Janglada


The Custodians
Beyond Abduction
Por Dolores Cannon



OS ALIENS FALAM - COMUNICAÇÃO EXTRATERRESTRE



A seguinte sessão de regressão com Suzanne foi realizada na primeira conferência ufológica da Mufon em Eureka na primavera de março de 1987. Esta foi a única conferência que foi patrocinada pela mesma. No ano seguinte, Lou Farish e Ed Mazur organizaram novamente como sendo a conferência Ozark UFO, desde então. Os principais palestrantes desta conferência foram aposentados investigadores militares dos verídicos projetos Livro Azul e Grudge logo, todo o fenômeno ufo foi desacreditado e negado oficialmente. Mas interessantes experiências aconteciam nos corredores da conferência.

Lou Farish foi a única pessoa que eu dividi informações sobre minhas investigações. Como eu havia tomado meu primeiro passo neste tipo de investigação, eu tinha que ter alguém que eu pudesse confiar para discutir tais assuntos e teorias que eu desvendava. Lou provou ser esta pessoa, e ele nunca havia traído minha confiança em todos os anos que trabalhamos juntos. Para sua surpresa, ele tomou conhecimento sobre a minha sessão de regressão com Suzanne. Lou Farish disse-lhe que gostaria de participar da sessão e fazer perguntas quando ele tivesse em outros encontros em Fayetteville e Mena. Nós pensávamos que isto seria a melhor oportunidade nesta conferência, uma vez que todos estivessem reunidos num local. Muitos outros também se interessaram. Isto seria logicamente uma mudança no ritmo do horário em negar formalmente que nós tínhamos suportado assistir a conferência. Suzanne estava nervosa com a sessão porque ela nunca havia feito isto em público. Isto contribuiu para uma delicada situação quando nós fomos para um quarto de um hotel após o término da conferência á noite. Ela ficou muito mais nervosa quando ela viu a multidão se aglomerando. Lou pediu a várias pessoas no quarto para saírem. Nós tentamos fazer isto discretamente para que não se ofendessem. Mas ainda havia quase dez pessoas presentes no quarto do hotel. Muitos eram investigadores que eu tinha conhecido em outros encontros e, um deles era John Johnson, um psicólogo negro que mais tarde trabalhou comigo em casos ufológicos. Mas nos anos seguintes John reassumiu seu trabalho quando eu trilhei meu caminho num campo onde havia poucos peritos em regressão ufológica em 1980. Nós todos estávamos aprendendo entre si e com nossos próprios erros. John permanecia em silêncio como um cavaleiro. Ele não falava muito mas apenas observava. Eu não o conhecia, pois estava receosa em me comunicar com um extraterrestre através de uma garota hipnotizada que parecia impressioná-la. Eu estava mais preocupada com o que ele ajuizaria do que com os outros, porque todos nós já conheciam o meu trabalho. Mas ele me surpreendeu ao proferir que acreditava em reencarnação e compreendia o que estava ocorrendo. Ele trabalhava com pacientes terminais nos hospitais assim ele definitivamente acreditava no sobrenatural. Eu fiquei admirada e tranquila quando nos preparamos para a sessão. Eu focalizei minha atenção em Suzanne. Eu estava um pouco preocupada com os resultados pois foi a primeira vez que ela seria colocada em transe diante de tantas pessoas. Eu não previa o que se sucederia. Ela também estava preocupada porque ela começou a respirar profundamente para relaxar. Ela não precisava se preocupar porque eu conhecia a palavra-chave que facilitaria o seu relaxamento. As luzes no quarto a incomodavam logo, nós a apagamos e abrimos a porta do banheiro para iluminar o ambiente. Assim, todos se encontravam sentados silenciosamente num quarto semi-escuro aguardando o que estivesse para ocorrer. Eu então utilizei a palavra-chave e contei para ela da cena que tínhamos conversado anteriormente com o ser na esperança de encontrá-lo novamente. Se nós tivéssemos sucesso, eu repetiria algumas perguntas que eu já havia feito anteriormente para que os investigadores no quarto compreendessem.


D: Dolores Cannon
S: Suzanne


D: Eu contarei até 3 e na contagem 3 nós estaremos lá naquela cena. 1,2,3 nós voltamos aquela cena novamente. O que você está fazendo e o que você vê?


Eu fiquei surpresa em comandar o tom de voz. "Seja específica!" Isto foi como se nós tivéssemos interferido ou interrompido alguém. Eu fui pega de surpresa.


D: Seja específica? Certo. Da última vez que conversamos, eu estava querendo saber mais detalhes sobre você e sua nave. O humor mudou subitamente e o tom de voz ficou bem suave. "O que você quer saber?" Então, fortemente e quase que impacientemente indagou "Que informação você está procurando"?

D: Você me disse que a nave que você se encontra possui somente um quarto. Certo?

S: O único que você se referiu anteriormente?

D: Sim. Ou onde nós estamos agora?

S: Eu estou numa nave. Eu não estou sempre na mesma nave que nós conversamos anteriormente. Eu me transfiro ocasionalmente. Assim algumas naves são usadas para diferentes propósitos.

D: Esta que você está agora qual sua função?

S: É o que você alcunha como uma "nave patrulha". É usada para observação. E eu estou tentando conversar com ela conscientemente. Somente um pouco de ajuste nela. A energia é distinta e ela está tentando ajustar.

D: Okay. Mas lembre-se de não danificar o veículo.

S: Sem danos.

D: Isto leva um tempo para ser usado ou não?


Ele aparentemente não quer vaguear ao redor de um bosque e dialogar conosco mas queria descer para tratar de negócios. "O que você quer saber"?


D: Certo. Você disse que a nave é usada para patrulha? Que tipo de função significa.

S: (Mecanicamente). Para observar e monitorar os seres. Todos os tipos de formas de vida.

D: Por que você faz isso?

S: Esta informação está sendo enviada há muitos anos luz além deste planeta para um planeta mãe. Isto está sendo analisado lá novamente pelos outros seres. Eu simplesmente ás envio. Eu recebo tantas informações como possível que eu seja capaz de comunicar. Nós possuímos um dispositivo de comunicação que facilita isto para nós enviarmos informações para longas distâncias.

D: Que tipo de dispositivo é este? Como ele funciona?

S: É difícil para você compreender isto totalmente. Nós somos seres muito telepáticos. Nós podemos mentalmente enviar informações bem distantes, mas nós também temos um dispositivo sonoro. Uma vibração sonora que é emitida e enviada. Os sons viajam mais distante do que vocês sabem. Existem formas de enviar o som para bem longe. Nós temos um tubo metálico como você alcunharia isto como um material. A vibração sonora percorre e sai disto. Isto deve ser focalizado em uma certa direção, para um certo lugar, num ponto vibratório onde nós nos sintonizamos. E isto é imediatamente transferido para lá. Existe também o que você chamaria, um pouco de lapso temporal devido a distância. Ás vezes, o que você conta em "dias" levaria pouquíssimo tempo para alcançar o destino.


Houve algum problema no quarto quando uma das pessoas começou a tossir e se levantou dirigindo-se para a sala anexa. Eu então me distraí.


D: E esta força sonora repercute nisto?

S: É uma mensagem codificada no som. Similar ao seu código morse. Você compreende?

D: Sim. Embora nós não entendamos o som eu posso compreender o conceito.


Esta foi a mesma explicação que Phil havia dito no livro Keepers of the Garden em que algumas comunicações extraterrestres são enviadas por longas distâncias por sons.


D: Eu acho que você tinha me dito que havia um pólo, um dispositivo como uma antena no outro planeta? Certo?

S: Isto é um receptor para estas mensagens. Existe um tipo de transmissor de pólo e um tipo de receptor - que você alcunharia isto de uma "transmissora". Um objeto alto cilíndrico metálico. Isto é enviado para o local certo na mesma posição vibratória. Isto é porque isto chega lá e não é armazenado em local errado.


Como uma antena recebe uma transmissão de rádio isto é usado de forma idêntica como um receptor sonoro nesta freqüência.


D: E você disse que a informação foi decodificada na outra extremidade e armazenada em seus arquivos? E que você guarda registros de formas de vidas distintas?

S: Bem, nós não arquivamos informações como vocês. Isto é armazenado em nós, como você chamaria isto de um banco de memória. Esta informação uma vez lá, nunca é esquecida. Ela pode ser reutilizada facilmente. Nós não precisamos registrar num livro. Nós possuímos locais onde nós armazenamos amostras de várias coisas distintas. Elas são guardadas num certo local, que você chama, em um tipo de pote para resguarda-las dos elementos de nosso planeta.

D: Todos os registros da terra ficam armazenados lá?

S: Nós não nos preocupamos com todos os registros da terra. Nós temos o que nós queremos da terra e de muitos outros sistemas planetários. Nós justamente adquirimos o que nos interessa. Nós não precisamos disto tudo. Nós podemos monitorar daqui muitas formas de vida. Isto é muito fácil para nós.

D: Outras pessoas podem lhe questionar?

S: Eu tentarei respondê-las da melhor maneira possível equilibrando meu estado energético.


Eu acho que as pessoas gostariam de indagá-las em voz alta como fizeram nas outras sessões, mas alguns me passaram por escrito. Foi difícil lê-las na quase penumbra.


Eu então li a primeira pergunta: "Como você é capaz de percorrer fisicamente estas grandes distâncias?"


S: Existem muitas formas distintas de transferência energética. Eletromagnética, pensamento e outras que todas executam a mesma função. Em muitos exemplos, existe simplesmente a transferência de uma realidade dimensional para outra. Também existe o ajustamento mental que permite que a energia seja controlada por aqueles que estão comandando esta nave para, simplesmente, fazer como está sendo dito. Isto é como uma transferência de pensamento. Você precisa somente se concentrar mentalmente num lugar e você está lá. Como seu conhecimento e compreensão de sua realidade se expande, você verá que seu poder mental pode influir diretamente naqueles objetos físicos que lhe acercam. Tanto que quando aqueles objetos estão vibrando na sua idêntica freqüência mental, você tem pleno controle sobre aquele objeto físico. Seu mundo agora está de alguma forma revolvido nestas freqüências, tanto que não existem duas frequências vibrando distintamente. No entanto, quando tais materiais estão vibrando com essa energia mental, eles também estão sendo transferidos com esta energia mental. Eles simplesmente aparecem e desaparecem de acordo com aqueles comandos mentais que os controlam. Vocês serão providos esta tecnologia (para comandar a nave pelo pensamento) em breve. Assim, o conselho neste momento não tem permitido lhe fornecer tal tecnologia até quando você tenha progredido para níveis com mais responsabilidades. Você já tem canibalizado seu planeta desde o início com a sua energia nuclear. Você não sabe o que você faz logo, você faz isto de qualquer maneira. Nós agradeceríamos que vocês não contaminassem o resto do universo com tais atos.

Eu li a próxima pergunta: "Que tipo de informações vocês estão adquirindo dos seres humanos na terra?

S: Os seres humanos são únicos e especiais de todas as formas. Esta é a razão pela qual, nós estamos tentando ajudá-los no momento. Nós também estamos interessados no planeta e nas mudanças que estão ocorrendo no seu meio-ambiente. Os seres são menos adiantados, ás vezes, quase que animalescos, mas existe muita esperança para aqueles seres. Eles estão evoluíndo, progredindo subitamente com nossa ajuda. Nós estamos trabalhando com os seres humanos por um bom tempo. Nós os influenciamos telepaticamente através dos sonhos para ajudar o homem a avançar tecnologicamente, cientificamente. Para despertar o que os homens alcunham de "maturidade emocional". Mas as emoções ocasionam grandes abalos no homem, até que eles aprendam como educá-las e controlá-las. Eles devem aprender como utilizar suas energias positivas e como transmutar suas energias negativas. As energias negativas são emoções como: ódio, avareza, tais tipos de emoções que vocês já estão acostumados. Estes são os defeitos humanos. Esses homens devem voltar a evoluírem. Mas isto é algo que demora para o planeta realizar.

D: (Lendo) A sua raça possui emoções?

S: Não como ás suas. Existe um sentimento de afinidade entre nossos seres quando eles querem fazer o que você alcunha de "reprodução". Um ser se juntará com outro para fazê-lo. Mas nós não lidamos com tais emoções como você. Não existe ligação. Nós somos mais neutros porque tais emoções podem ser um entrave para evoluirmos. Não está em nossa natureza permitir que um sentimento nos impeça de evoluir. Alguns outros seres extraterrestres são fascinados por tais emoções justamente porque eles não as vivenciam da mesma forma que vocês. Eles são curiosos mas observam-nas quase como um obstáculo. Eles acham que a emoção pode ser útil. Isto depende de como você quer usar aquilo que você alcunha "sentimentos". Se eles estão usando de forma positiva, eles podem ajudar o ser a evoluir: Isto está em cada indivíduo.

D: Eu estava querendo saber se você compreende as emoções como nós as conhecemos?

S: Nós a observamos em outros seres. Nós realmente compreendemos o que nós precisamos saber. Mas nós vemos os homens como canais energéticos, como uma energia. Existem vórtices espiralados no corpo humano, que canalizam todos os tipos distintos de energias que o circunda. Muitos seres não possuem consciência disto.


Ele estava se referindo aos chakras no corpo humano? Eles, freqüentemente, falam de como girá-los e que eles possuem giros ou funções de harmonizarem o corpo para manter a saúde equilibrada.


S: Mas nós achamos que existe esperança para o homem. Ele é um ser especial. Se ele pode usar seu potencial, seus dons completamente, então, ele pode evoluir de muitas formas que beneficiará a si mesmo e a todo o universo.

D: Isso parece muito bom. Você é um ser sexual então?

S: Nós somos andrógenos. Tampouco um de nós poderia reproduzir em outras palavras.

D: Eu estou curiosa em saber disto. Você acha que você teria sexualidades distintas ou você possui ambos os sexos num corpo?

S: Telepaticamente em nosso caso. Nós mentalmente projetamos uma imagem do ser que está para crescer. Isto não cresce como o "crescimento de um antigo ser". Mas existe uma dilatação no que você alcunharia da região do "estômago". O juvenil é gerado num breve período de tempo comparado com o tempo de criação do ser humano. E quando o ser nasce através da área do estômago, como você alcunharia isto, imediatamente, tal região cicatriza-se novamente. Não existe cirurgia ou incisão. Isto tudo é feito mentalmente. Os seres nascem muitos pequenos. E então, eles param de crescer e permanecem lá, tão logo as condições atmosféricas estejam equilibradas.

D: Então, você justamente decide quando que você quer reproduzir. Isto não é uma coisa automática?

S: Isto é uma decisão mútua entre os dois seres para que um queira. Nós também podemos programar o momento, assim dizendo. Isto não importa. Mas os nossos seres são muito avançados quando jovens. Tão logo eles possam caminhar lhes são mostrados mapas das galáxias, e assim, tornam-se imediatamente viajantes estelares. Essa é a nossa natureza. Nós somos muitos avançados nesta área.

D: Eu estou curiosa em saber sobre suas emoções. Você tem algum tipo de sentimentos para com esses jovens, estas crianças?

S: Não da mesma forma que você tem.

D: Você tem uma alimentação?

S: Existe um alimento, um ensinamento do desejo, mas isso não é emocional. Isto é um instinto para nós. O instinto do aprendizado. Para ensinar o jovem amadurecer. E nossos jovens automaticamente aprendem o que eles precisam saber. Isto é fixado nas suas personalidades. Isto é justamente o que você precisa saber e a ligação justamente acontece. Isto é muito simples. Existe um instinto para ensinar e para evoluir. Não existe o instinto de tipo nutrição. Não é a mesma coisa. Embora, se um dos nossos seres estiver ferido ou doente de alguma forma, existe um tipo de sentimento em nós. Isto realmente não é a tristeza como você alcunharia isto, mas existe uma vibração sentida. Existe um desejo para este ser reconvalescer-se, mas isto realmente não é tristeza como você diria. Então, alguma coisa se possível será feita para auxiliar a curar este ser se isto ocorrer.

D: Eu estou tentando compreender como você é diferente e como você é diferente de nós. Você nunca vivencia alguma emoção negativa como o ódio? (Não)


Eu estava anotando outra questão. "Qual é o mais comum ser que está nos visitando atualmente? Um ser físico extraterrestre".

S: É o sub-grupo dos seres humanóides de ............ Eu não posso encontrar uma tradução equivalente, no entanto, existem subgrupos de várias categorias de humanóides. Existem muitos que são idênticos a vocês. A semente que foi criada em seu planeta era desta natureza. Porém, existem aqueles que estão relativamente distantes até mesmo desacostumados para seus padrões. Este tipo de ser, o distante primo, é o tipo de ser mais comum de visitante. Os andróides, como você os alcunhariam, são, simplesmente, trabalhadores que estão voluntariando-se para esta missão. Eles se retiraram da área em que foram programados para prestar seus serviços nesta "façanha". Eu hesitei usar a palavra "experiência"para o desfecho que já é previsto e conhecido. No entanto, eu não disse "missão" para a maioria dos trabalhos....... Eu acho que devo interromper tal explanação. Estão me informando que existe um aumento na má-compreensão da direção tomada. A informação passada tem sido distorcida como agressiva logo, não beneficia. Nós desejaríamos não propagar a idéia de que viemos como conquistadores, mas sim como amparadores.

D: Você mencionou que o resultado já era conhecido. Você pode nos dizer o que isto traduz?

S: O resultado final, não o individual e pessoal resultado que cada um deve criar de sua própria forma.

D: O que é o resultado final?

S: O crescimento do ser humano para o nível universal de conhecimento. Para serem irmãos dos povos estelares e não serem subjugados ou subordinados.

D: Com o que esses andróides se parecem?

S: Aqueles que vocês tem descrito em aparência como os Greys e pequenos em estatura são típicos. Os olhos, certamente, são mais proeminentes simplesmente porque eles recebem informações.

D: A função dos seus olhos são as mesmas do ser humano?

S: De certo modo. Eles percebem muito mais o que você alcunha de espectro solar. Também incluindo as regiões ultravioletas e infravermelhas.

D: Seus olhos possuem pupilas e funcionam da mesma forma que os nossos?

S: Não de certo modo que eles focalizam e capturam a luz. De certa forma, eles são distintos. Eles captam a luz ainda que seus métodos de recepção de alguma forma se baseiam num distinto princípio teorizado aqui.

D: Seus olhos possuem pálpebras?

S: Não de certo modo que eles são cobertos. Não como você diria como os seus.

D: Eles possuem sistemas respiratórios similares ao nosso?

S: Eles são similares somente que eles são usados para analisar, não digerir ou ventilar.

D: Existe uma preocupação de suprimento para o corpo entre estes seres?

S: A energia puramente mental é suficiente. Eles não precisam de suprimento físico para viver. Eles são seres energéticos que podem suprir-se de energia pura.

D: Então, isto é o que nós referimos como vida eterna?

S: Não, bem assim, pois os corpos são dissimulados após finarem.

D: Então, eles não comem nada como um ser humano?

S: Não no sentido puramente físico.

D: O que você sabe sobre Osmose? Você disse que eles eram seres energéticos. Eles assimilam por Osmose?

S: Existe a assimilação. Analisando os componentes e talvez com a retificação de certas anomalias que talvez apareçam. No entanto, como suprimento eles retém mais energia de fontes energéticas do que de funções respiratórias ou digestivas.

D: Você diz como elementos encontrados na atmosfera? Ou de que tipo de energia eles viveriam?

S: Eles se suprem de energia mental.

D: Eles estimulam nossas emoções?

S: Não existe emoção contida aqui. Existem os alcunhados Andróides que são seres insensíveis ainda que vivam de energia mental.

D: Eu disse, eles estimulam nossas emoções propagando nos outros?

S: Eles seriam afetados, no entanto, não supridos.

D: Existem seres com algum problema que limitam suas vidas?

S: Não existe nenhum ser que possamos citar. Contudo, existem aqueles que no próprio contexto poderiam ser debilitados.


As perguntas estavam sendo entregues e eu estava tentando organizá-las no quarto semi-escuro.


D: Como essas criaturas são produzidas? Eles são clonados, fabricados ou o quê?

S: Existe um processo na parte central do .......... para usar uma analogia, isto é similar para o condado ou talvez Estado com seu sistema embusteiro. Um processo determinou que o planeta controlasse o ponto daquelas energias que são de natureza política. O processo é uma mistura de energias, ambas de natureza física e mental, visto que esta construção física está correspondendo energeticamente. Não digo identidade mental, mas uma correspondência energética que permite tal criação física responder a estimulação mental. Aqueles Andróides correspondem as suas energias mentais, mais ainda que executem ou estejam subservientes aqueles que estão comandando esta particular operação em que alguém os encontraria. Eles são empregados.

D: Eles são clonados ou fabricados de algum modo? Feitos por alguém?

S: Os dois, sendo que a energia mental é fornecida por força de vida. Entretanto, eles estão sendo fabricados naquele processo já crescidos. Logo, existe vida ou força de vida naquelas unidades ainda que eles sejam elementos ou maquinários.

D: Os Andróides se comunicam com pessoas da terra?

S: Eu digo que eles se comunicam mas não com os terráqueos, mas com aqueles que são seus superiores. Um ser humano não deveria conduzir a operação diretamente. No entanto, eles respondem a emoção humana mas não da forma que interagem com o intelecto.

D: Quem são os seus superiores?

S: Aqueles que são responsáveis por aquela missão particular em que existe uma interação. No entanto, existem elementos de conhecimento acima e além até mesmo disto. Isto é como se os mestres do universo estivessem enviado aqueles subalternos que deveriam participar de qualquer missão desejada, e então, retornarem novamente. Muito similar com a estrutura de seu exército.

D: Eles compreendem a emoção humana?

S: Sim. Mas eles são insensíveis.


Outra pergunta: "Estes Andróides têm a capacidade para reproduzirem outros Andróides?

S: Não. Os Andróides seriam incapazes de procriar. Eles não são naturalmente auto-suficientes. Eles são simplesmente criações que estão ligadas a um processo que conduz uma força de vida que reage com isto e que é indistinta a força de vida com que eles mantêm contato. Eles não são seres procriativos.

D: Existem alguns outros seres naquela nave com aqueles andróides?

S: Logicamente. Existem muitos com muitas distintas formas, mas eles basicamente não tem que ser.

D: Eles se parecem mais conosco? Tendo que ter suprimentos e ........

S: Certo

D: O que fazem aqueles tipos de seres similares conosco? Os seres mais comuns são aqueles que acompanham os andróides?

S: Eles também possuem semblante humanóide e normalmente não são avistados. Eles talvez estejam lhe observando, mas não são vistos. Eles não são prontamente reconhecidos por aqueles que são levados a bordo da nave.

D: Você acha que eles não se revelam para as pessoas?

S: Certo

D: Se eles apanham suprimentos de que tipos seriam?

S: Aqueles elementos e minerais que seriam necessários para as funções de seus corpos que são dados em forma de líquido.

D: Isto não seria na forma sólida como nós conhecemos?

S: Não da mesma forma que você se alimenta.

D: Existem alguns elementos ou existe tudo na terra que tais seres precisam? O que eles devem obter no planeta terra?

S: Existem elementos energéticos mas não tanto como os componentes físicos deles. As energias que prevalecem no seu planeta. O aspecto espiritual da eletricidade e água são exemplos.

D: Eu estava querendo saber se eles precisam de tudo como a água?

S: Não que eles precisam da água mas da energia da água que é basicamente um sinônimo disto.

D: Este é o motivo deles estarem sendo vistos sobre usinas hidrelétricas?

S: Possivelmente, mas não necessariamente. Poderiam existir muitas razões para eles estarem sobre usinas hidrelétricas. Observações, manipulações e experiências.

D: Existem muitos planetas habitados que contatam ou se comunicam com tais seres?

S: Nós diríamos que sim, existem muitos que tem se voluntariado para isto.

D: Porquê estes seres estão levando pessoas a bordo dessas naves? Qual é o objetivo por detrás disto?

S: Você deve compreender que sua morada neste planeta não foi algo desumano, acidental. Nem foi isto como outras barbáries, como proferido por sua bíblia. Que diz que Deus criou o homem a sua própria imagem como é compreendido de alguma forma pela perspectiva fundamentalista. Nós questionaríamos que você compreende que a existência do ser humano neste planeta foi realizado por aqueles que estão agora retornando para examinarem os frutos de seus trabalhos, como você diria.


As pessoas me questionavam sussurrando. E isto me distraiu por um momento. E o ser ouviu isso.


S: E a pergunta é?

D: Você disse que você usa sua nave para patrulha mas você também patrulha outros planetas?

S: Outros sistemas planetários neste sistema solar e em outros sistemas solares.

D: Você já descobriu alguma forma de vida inteligente em nosso sistema solar além deste planeta?

S: Oh, sim. Existem seres dimensionais. As vibrações de alguns seres vibram muito rápido. Você não pode vê-los com o que você alcunha de "olhos físicos" mas eles estão lá. Alguns deles podem ser muito evoluídos. E alguns deles existem até mesmo em seu planeta, mas são desconhecidos para vocês. Existem mais formas de vidas em alguns planetas que você não pode ver com seus olhos. Se você estivesse num padrão dimensional similar, você saberia disto. Como meu veículo está me dizendo que houve diálogo em uma noite sobre a possibilidade de vida no planeta que você alcunha "Marte".

D: Existe vida lá?

S: Sim, mais de um tipo. Existe vida inteligente lá. São formas adiantadas de vidas na forma de seres de luz. Existem distintos graus de luz refletindo neles. Eles se apresentam como lampejos luminosos. Esta é a razão de não estarem sempre visíveis, dizendo-se, para um ser como você. Mas, quando eles querem emitir mais luz, eles podem fazê-lo, mas se não querem ser vistos isto também é possível.

D: Então, eles não possuem um corpo físico como o nosso?

S: Não, mas existe uma forma de vida animal menos evoluída do que a deles. Esta vida animal existe para uma meta. Isto auxilia com - palavras - a substância que o planeta é feito. Seus corpos são constituídos para se ajustarem ás condições ambientais lá sem finarem. Apesar deles não serem formas de vida evoluídas lá.

D: Isto é uma forma de vida feita de carbono?

S: Sim, existe um tipo de substância carbônica que você alcunharia de "atmosfera". Isto é uma mistura da química atmosférica - químicas - palavras.

D: Sim, as palavras são sempre difíceis. Me disseram várias vezes que a língua é precária - Eu tenho outra pergunta. Os extraterrestres sempre contataram os líderes da terra?

S: Oh, sim, várias vezes. Eles mantêm acordos por muitos anos.

D: Com quem eles negociam?

S: Com os líderes governamentais. E sempre foi com eles.

D: O que os extraterrestres prometem em troca?

S: Ás vezes, os governos trocam informações sobre energia, medicina e informação sobre as atividades extraterrestres e de astronautas perdidos.

D: (Perplexa) Astronautas perdidos?

S: Muitos se perderam.

D: Atualmente em nosso século XXI?

S: Desde 1960 muitos se perderam.

D: Como eles se perderam?

S: Eles foram enviados para o espaço e devido a falhas nos mecanismos desses primitivos aparelhos eles não conseguiram retornar para a terra. Alguns morreram no aparelho. Alguns flutuaram sem rumo até serem resgatados por outras naves e levados para vários locais para estudo. Ás vezes, esses seres retornaram para a terra através desses acordos.

D: Eles estavam vivos na época? (Sim) Mas nós, o público presumimos que sabemos tudo sobre os vôos.

S: Não. Tem havido muitos vôos secretos, tanto dos E.U.A quanto da Rússia. E outros países tem executado também: Japão, China, Inglaterra, Canadá. E também o referido povo "avançado" tem enviado aparelhos.

D: Nós achávamos que eram somente os maiores países como os E.U.A e a Rússia que enviavam aparelhos. Você disse que esses outros países também têm programas espaciais e locais que possam lançar seus aparelhos espaciais?

S: Numa época ou noutra eles o fizeram. Mas muitos descontinuaram devido ás perdas e temor da repercussão pública.

D: Então, eles possuem estações espaciais naqueles diversos países?

S: E também nas suas instalações militares.

D: Mas se alguns homens se perderam então, nós saberíamos a respeito.

S: Não, devido ao temor de serem questionados. E muitas vezes, eles não sabiam onde que tais pessoas estavam. Eles sequer sabiam se estavam vivos.

D: Os homens que retornaram conversaram com as pessoas?

S: Não, por que eles não se lembravam.

D: Eles não se lembravam do vôo e de terem sido trazidos pelos extraterrestres?

S: Não, foi acordado que se retornassem suas lembranças seriam apagadas de suas memórias.

D: Foram apagadas pelos extraterrestres?

S: Sim. Foram apagadas para que as pessoas deste planeta não soubessem a localização destes planetas e sobre a sua tecnologia. Nós não queremos visitações indesejadas, neste momento.

D: Mas você disse que os governos sabiam a respeito. Parte dos acordos foi feito para saber o que tinha acontecido com os astronautas?

S: Sim. Eles disseram que nós estávamos com eles e que nós deveríamos ou não devolvê-los. Isto é o grau de seus conhecimentos.

D: Então, os aliens monitoravam nossos vôos espaciais?

S: Certamente

D: E você disse que tais acordos e trocas prosseguem até hoje?

S: Exato

D: Os aliens obtêm alguma coisa em troca?

S: Nós colhemos materiais que precisamos que são abundantes aqui na terra que são difíceis de se encontrar em outros planetas. E.........ás vezes, nós levamos pessoas para estudar.

D: Como vocês obtém essas pessoas?

S: Em acordos com os governos. Eles nos permitem levar alguns.

D: Eles lhe dizem quem você deve levar? (Sim) Por que eles decidem aqui? Mas você não poderia levar quem você quiser?

S: Oh, sim, mas nós concordamos em levar quem eles escolhem.

D: Eu quero saber como eles decidem quem serão levados.

S: Inicialmente isto foi indesejado e nós decidimos então que nós escolheríamos quem levaríamos.

D: Que tipos de indivíduos são considerados indesejados?

S: Militares que não aceitaram o que foi acordado ou pessoas indisciplinadas. Isto também nos causou problemas assim, nós não levamos essas pessoas nunca mais. Agora, aqueles outros continuam voluntariando-se conosco por um tempo. O período de tempo é acertado antes deles serem levados.

D: Você disse que alguns "indesejados" eram indisciplinados.

S: Sim. Eles não foram muito passíveis.

D: Bem, alguns que continuam voluntariando-se são todos militares?

S: Não. Alguns são da área médica, outros da comunidade científica que desejam aprender e vivenciar isto também. No entanto, eles se voluntariaram cientes de que quando retornassem suas lembranças seriam apagadas.

D: Então, quando eles retornam eles não se lembram de nada? (Sim). Eles podem explicar essa extensão temporal que eles percorreram?

S: Normalmente é dito a eles que eles estão saindo de folga.

D: Não os preocupam não poderem explicar isto quando eles retornam?

S: Ás vezes sim. No entanto, eles acham que nos próximos 20 anos eles se lembrarão.

D: Exatamente como uma libertação temporal? (Sim). Bem, alguns "indesejáveis" que foram levados foram trazidos novamente?

S: Alguns foram, outros não.

D: Eu estava querendo saber sobre seus familiares. Se eles tivessem desaparecido, como lhes seriam explicado?

S: Muitos não tinham famílias ou já eram insanos

D: Esta é a razão deles terem sido levados? (Sim). Mas alguns que estão indo atualmente são voluntários. Eles não estão sendo levados á força.

S: Exato

D: Eu acho isso importante. Mas a cooperação prossegue com o governo? (Sim). Tem sido dito sobre bases subterrâneas, sobretudo, nos E.U.A. Você sabe alguma coisa a respeito?

S: Existem muitas bases tanto no subterrâneo quanto na superfície que vocês nada sabem.

D: Me disseram que em algumas delas os aliens trabalham junto com o governo?

S: Exato. Nós tentamos trocar informações e passar conhecimento para o bem. No momento, isto tem sido mantido veladamente porque o governo acha que a população ainda não está preparada para aceitar a realidade de certo intercâmbio. Nas próximas 2, talvez 3 décadas tudo isto será revelado.

D: Você pode me dizer o que eles estão trabalhando naquelas bases?

S: Eles estão trabalhando em viagem espacial, sistemas energéticos, tecnologia médica. Armazenagem de alimentos e preparação e fabricação de suplementos.

D: Todas aquelas pesquisas são promissoras. Você acha que eles não deveriam dizer ao público a respeito. Aquelas pessoas são médicos e cientistas que agora estão voluntariamente passando informações ou passando informações para os aliens?

S: Ambas

D: De ambas as formas. Existem rumores de que em algumas daquelas bases subterrâneas estavam ocorrendo experiências genéticas.

S: Sim, pelos médicos e também por outros seres. Isto sempre interessou as outras formas de vida.

D: São os governos que na sua maioria executam aquelas experiências? De quem é a idéia?

S: Inicialmente foi dos aliens. Os seres extraterrestres sempre estiveram interessados neste campo de pesquisa porque eles sempre atuaram nisto por longo tempo. O ser humano somente se preocupa em desenvolver uma super-raça. Isto não coaduna com a meta dos seres extraterrestres.

D: Isto é porque o governo concorda em realizar aquelas experiências? Eles estão tentando criar uma super-raça?

S: Não plenamente. Isto é somente um detalhe.

D: Bem, então, qual seria o objetivo para o nosso governo tomar parte com as experiências genéticas?

S: Na esperança de desvendar respostas para problemas genéticos. Por quê eles ocorrem e como preveni-los. E uma vez manifestados, se podem ser alterados.

D: Isto é bom. O que você sabe sobre a criação de uma super-raça? Isto procede?

S: Muitos gostariam de ver isto suceder. No entanto, isto tem sido executado precariamente devido ao temor dos implicados neste projeto, que isto fuja do controle. Eles atualmente pesquisam as deficiências genéticas e como eliminá-las.

D: Essa é a maior preocupação dos aliens?

S: Não. Eles gostariam de criar seres superiores capazes de realizar uma infinidade de tarefas.

D: Isto seria uma super-raça de seres insensíveis ou estou compreendendo isto corretamente?

S: As emoções são um atributo humano irrelevante nos outros planetas. Isto é uma área de estudo para nós.

D: Então os aliens estão interessados no desenvolvimento de uma nova raça de seres humanos? Você disse espécies superiores de algum tipo, não precipuamente uma super-raça.

S: Exato

D: Dizem que nas bases subterrâneas eles engendraram monstros: muitos híbridos horríveis ou aberrações. Você sabe alguma coisa a respeito?

S: Ás vezes, certas coisas acontecem e o que é horrível para você, utilizando sua língua terrena, não é para outras raças. Quando você começa a misturar raças em experiências genéticas, você sempre obterá variações.

D: A explicação nos parece estranha. Mas aquelas diversas raças possuem uma alma, um espírito como nós conhecemos?

S: Alguns sim outros não. Isto depende de suas origens. Se eles são mutantes genéticos, de natureza robótica então, eles não possuirão espírito. Eles são criados geneticamente. Se eles foram criados de outra forma com espírito então, se manisfestará espiritualmente.

D: O que você sabe sobre o intelecto? Isto é para criar outra raça trabalhadora ou eles são inteligentes como os seres humanos?

S: Novamente, existem muitas raças sendo experienciadas. Alguns são robóticos, desprovidos de inteligência. E alguns são muito sábios em suas tarefas.

D: O que acontecerá com aquelas criaturas ou aquelas diversas raças que estão sendo criadas?

S: Alguns já estão sendo levados para outros planetas que são mais adaptáveis para aqueles seres.

D: Alguns deles serão colocados no planeta terra? (Não). Então, os governos sabem o objetivo daquelas experiências? (Sim). Assim, os médicos e cientistas do governo também atuam nas experiências?

S: Alguns sim mas nem todos. E poucos são os escolhidos.

D: E isto é uma das coisas que os aliens tem negociado. Para permitir que o governo obtenha conhecimento daquelas experiências e em troca os aliens nos entregam os materiais necessários?

S: Correto

D: É impressionante como o governo consegue manter tudo isto em segredo.

S: Isto é muito bem ocultado e isto foi compreendido no passado que somente muitos poucos conheceriam o teor daquelas negociações.

D: O que você sabe sobre o presidente de nosso país, o E.U.A? Ele saberia sobre aquelas coisas?

S: Algumas sim outras não. Isto depende da personalidade do governo.

D: Eu gostaria de saber como eles conseguem manter estas bases militares ocultas, com militares, sem o presidente saber delas e de seus trabalhos?

S: Ás vezes, o presidente é o último a saber de tudo.

D: Então, as bases são patrulhadas e os militares e o dinheiro vem de outros orçamentos ou de algum outro lugar.

S: Exato

D: Eu acho que as bases são muito bem vigiadas. Isso é verdade?

S: Após uma maquiagem. Elas não são guardadas como você suporia. Não existem armas ou mísseis. Elas são guardadas de outras formas.

D: Bem, nós temos escutado sobre uma em Nevada que tem muitos guardas armados, e militares e a ninguém é permitido se aproximar do perímetro. Esse é um daqueles locais? (Eu estava pensando na infamante Área 51).

S: Não, esta é outra coisa. Esta se refere a operações estritamente militares.

D: Os aliens não estão tomando parte com a mesma? (Não). Parece que os militares e guardas chamariam atenção. Isso é o que você acha?

S: Sim, mas nós não estamos envolvidos em manobras militares.

D: Nos disseram que existem armamentos de guerra militares como o bombardeiro Stealth que foi construído com tecnologia extraterrestre. Esta tecnologia nos foi passada pelos aliens? Isto é verdade?

S: Em parte. A tecnologia foi principalmente fornecida para viagens. Isto não tencionava ser utilizada num aparelho militar.

D: Eu vejo. Você pode ver que as experiências militares estão sendo executadas na base de Nevada que tem sido muito bem vigiada?

S: As experiências militares são para avançar os sistemas de propulsão dos aparelhos militares. Também para sistemas de guerra para se criar escudos contra o ataque inimigo.

D: Qual inimigo?

S: Inimigo pessoal.

D: Mas, até o momento, nós não achamos que tenhamos inimigos para nos defender. Por que haveria motivos para prosseguirem com as experiências militares, então?

S: Existem sempre aqueles no comando que querem subjugar outras raças e os seres humanos. Com isso, eles tencionam desenvolver mecanismos que farão isto possível.

D: O atual Presidente sabe sobre esta base militar em Nevada (George Bush em 1987).

S: Sim ele sabe.

D: Então, se isto se correlaciona com sistemas de defesa militar, ele saberia disto?

S: Exato


Em meados de 1998, quando este livro foi escrito, a Área 51 permanecia serena e camuflada. Será que isto foi devido a total inobservância do público e da mídia?


D: Parece que existem muitas coisas sucedendo que as pessoas desconhecem. Então, tudo isto é verídico para mim para transmitir as pessoas o que você nos tem dito hoje?

S: Isto será verídico porque dentro das próximas três décadas, isto será conhecido amplamente. Espera-se que uma aliança possa ser formada com os seres humanos logo, nós poderemos vir e ir como amigos - Meu aparelho está quase pronto para estabelecer a comunicação. Eu sinto que alguém quer indagar. Isto deve ser findado, subitamente. Ela está sendo providenciada.

D: Certo. Nós não queremos fazer nada que cause embaraços - Alguém quer saber se existe algum outro planeta com exceção da terra que possui seres tipo humanos que você talvez tenha descoberto?

S: Eu os descreverei para você na última sessão. Formas de vida líquidas. Flutuando em líquidos. Como um camaleão. Pode tomar muitas formas. Seres altamente evoluídos. Podem mesclar-se em muitas civilizações planetárias apresentando-se como seres que estão presentes lá. Podem tomar formas humanas, de irmãos do espaço e muitas outras. Isto se assemelha a forma humana, presumindo que você possa encontrá-la neste seu planeta.

D: O que você sabe sobre os outros planetas? Existem outros tipos de seres humanos nos outros planetas que você tenha descoberto?

S: Existe um outro planeta. Isto tem uma forma similar a humana mas não tão avançada devido ao meio-ambiente de lá. Estes seres precisam de muito tempo para evoluir. Eles possuem atributos similares do humano mas sua natureza é distinta dos seres daqui.

D: Eu acho que existam mais algumas poucas perguntas. Alguns dos seres e/ou naves relacionadas vem de um lugar ou viajam através ou por dentro do planeta terra?

S: Exato. Existe uma área que está abaixo da costa do seu Golfo do México que está no momento habitada pelos descendentes de Atlântida. Existe também a área abaixo do seu círculo Antártico que é habitada por seres de natureza interdimensional.

D: O planeta é como nossos cientistas supõem ser em seu interior?

S: Isto tem um núcleo sólido com um revestimento flutuante. No entanto, não um contínuo revestimento sólido.

D: É o centro da terra?

S: Isto não é exato

D: As grandes áreas dentro do centro do planeta terra estão adequadas para manter uma grande civilização?

S: Sim. Embora não tão grande em comparação ao volume total de extensão da terra. Grande no sentido de espaço quando comparado ás suas distâncias. Grande o suficiente para acomodar uma civilização.

D: Dentro daquelas áreas que você mencionou?

S: Sim. E existem outras. No entanto, existem áreas maiores na forma que elas são, neste momento, respondendo a mais intrigante parte de suas muitas perguntas.

D: Você disse que o aparelho está ficando desgastado?

S: Sim. Eu posso lhe orientar quando me chamar. Eu venho para passar informações para ajudar no desenvolvimento do homem. Para solucionar assuntos não resolvidos que o homem tenha. Ninguém será obrigado a aceitar tal ajuda. Se você desejar mais informações, me contate. Eu lhe orientarei e passarei informações. Telepaticamente, se necessário, para lhe ajudar a evoluir.

D: Certo. Eu aceitarei esta ajuda. Eu passarei estas informações para outras pessoas e será somente para o bem e para objetivos bem tencionados.


Quando Suzanne saiu do transe sentiu algo em seu estômago. Ela disse que não se sentia enjoada mas com muita energia circulando internamente. O ser havia cicatrizado sua ferida. Nas outras sessões quando Suzanne saiu do transe, ela sempre acordava sorridente sobre o ocorrido. Desde então, esta foi a primeira vez que isto havia ocorrido e, eu achava que isto deveria relacionar-se com o nervosismo que ela sentiu antes de nós iniciarmos a sessão. Havia muitas pessoas no quarto logo, ela deve ter desarmonizado sua energia quando estava receptiva. Nós também havíamos utilizado esta energia do ser duas vezes em uma semana. Isto deve ter sido excessivo para ela, por ter sido feito tão subitamente. Isto deve tomar mais tempo para ela canalizar este tipo de energia. Eu realmente pensei que isto fosse uma cominação de muitos fatores.

Enquanto Suzanne estava hipnotizada ela desconhecia as outras coisas que sucediam no quarto durante a sessão. Isto foi porque alguns investigadores não levaram a sério tal tipo de investigação. Como resultado da tentativa em ridicularizar com comentários impróprios (que não foram incluídos aqui) eu decidi não permitir mais este tipo de questionamento. Eu achei que isto seria um método para se obter informações para pesquisa e estudo mas, eu compreendi que os investigadores em 1987 não estavam preparados para isto. Alguns deles até mesmo não compreendiam o assunto pela visão metafísica. Eu tive que compreender isto a menos que o investigador compreendesse a metafísica, eles nunca começariam a compreender a natureza intricada dos ufos e extraterrestres. Isto tudo está enleado e não pode ser apartado, embora os "insanos e descrédulos" persistam. Eu acho que existe um lugar para todos os tipos de investigadores neste campo. Nós todos montamos pouco a pouco o quebra-cabeça. Nós não podemos afirmar que pequenos estilhaços correspondem ao todo enigma. Existem muitos vestígios e variações, assim nós temos que aprender a trabalhar em grupo.

Muitas pessoas já tinham ido embora mas alguns de nós permanecíamos conversando até depois de uma hora da manhã. Suzanne tomou um banho e me chamou para observar seus pés. Quando ela saiu do banheiro, observou que eles estavam cobertos com grandes manchas avermelhadas. Esta descoloração foi somente num dos pés não se estendendo acima de seu tornozelo. Isto já estava começando a esmaecer gradualmente voltando a cor normal. Ninguém realmente sabia explicar isto, a menos que isto tivesse correlação com as energias extraterrestres. Isto também poderia relacionar-se com o nervosismo que ela sentiu antes de iniciar a sessão.

Naquele momento eu não sabia que nos próximos anos eu teria outros casos onde o corpo seria afetado por algum tipo de energia similar. Eu sabia que o corpo humano é capaz de realizar muitas coisas que o mesmo não supõe fazer quando está trabalhando num profundo estado hipnótico. O mais importante princípio para se lembrar quando se está empreendendo tal tipo de trabalho é "Não danifique!". Mas você deve estar sempre preparado para o inesperado.

Eu não tive mais sessões com Suzanne. Isso tinha sido interessante para ela mas, ela encarou isto como uma curiosidade insólita e não quis mais encorajar contato com os extraterrestres. Ela estava resolvendo problemas na escola e estava mais preocupada em encontrar um trabalho. Eu sempre respeito as decisões de meus clientes logo não insisti no assunto. Eu não me preocupei com isto porque este contato, prosseguia com seres de outros mundos. Eles encontraram outro ouvinte interessado e a comunicação continuava sendo por outros meios. Eu havia aberto a porta para outra aventura.

Eu observo que todos os casos reportados na primeira seção (e casos que eu não incluí aqui) seguem um mesmo padrão. Os mesmos atributos reinteram sobre o mundo. Existe uma redundância que não pode ser fantasiada, sobretudo, porque em muitos casos as pessoas não estavam familiarizadas com a literatura ufo. Na década de 1980 quando muitos destes casos foram investigados não havia muita literatura a respeito. E até aqueles que estavam no mercado não focalizavam as facetas que eu desvendei. Como: Semelhanças de alguns tipos de seres extraterrestres que são vistos habitualmente, tipos de naves, de procedimentos executados pelos aliens, intuitos similares e a repetida história da origem do planeta. Tais semelhanças, legitimam a veracidade das histórias, porque não estava estabelecida a colaboração entre os assuntos e as pessoas. Também, enquanto outros investigadores e editores reportavam a agenda alien como negativa e perversa, meus casos, consistentemente, reportavam criaturas passivas. Até mesmo a ciência reconhece que quando uma experiência está sendo repetida e os resultados são os mesmos, esta é a crível prova que eles precisam saber para declarar sua validade. O mais importante é que as pessoas neste livro não quiseram publicidade ou notoriedade. O oposto foi verídico e eles pretenderam permanecer anônimos e, por respeitar posturas, nomes e profissões para garantir-lhes privacidade.




CONTATO COM UM PEQUENO EXTRATERRESTRE GREY




Nós nos encontrávamos sentadas a mesa de jantar no quarto de Patsy, com meu gravador, conversando sobre as experiências de Janice e suas lembranças, por mais de duas horas. Já estava na hora de fazer a regressão. O único problema foi resolvido sobre o incidente a ser solucionado. Nós fomos para a sala anexa e quando eu arrumava meu equipamento, ela me relatou sobre outro recente evento. Tinha ocorrido um mês atrás, em julho de 1987 logo, ainda estava lúcido para ela. Foi quando ela acordou numa manhã tossindo e ao sentar-se, percebeu grandes gotas de sangue vertendo de sua boca. Isto lhe assustou, mas ao se levantar, observou não haver sangue na cama. Ao invés disto, havia alguma coisa parecida com água sobre as juntas de seu corpo e debaixo de sua cama. Ela não havia urinado na cama e tampouco havia tal odor. Isto foi como se alguém tivesse lhe jogado água e em sua cama. O único desconforto foi uma sensação ardente em sua vulva. Logo, ela foi para o banheiro limpar sua boca para estancar o sangramento. Seu cachorro estava muito agitado, pois Janice iria encontrá-la após o trabalho. Mas o sangramento tanto lhe preocupou, que foi ao médico naquele dia, mas nada soube explicar.

Eu então decidi estudar tal caso, já que era recente. Se nada houvesse, nós teríamos muitas outras coisas para pesquisar. Pois, quando ela ficou hipnotizada foi quase automático. Eu então, contei para ela da noite anterior em que encontrava-se nervosa para poder desvendar o mistério. Eu também sugeri que ela poderia observar isto como uma expectadora, se assim o desejasse, para eliminar qualquer mal estar físico.

D: Eu contarei até 3 e na contagem 3 nós estaremos no inicio daquela noite, quando você se preparava para dormir. E você pode me dizer o que está ocorrendo. 1,2,3, nós voltamos aquela noite. O que você está fazendo? O que você vê?

J: Eu estou vendo o meu cachorro. Ele observa tudo estranhamente, realmente esquisitamente. Eu também sei que ele está olhando alguma coisa que eu não posso ver. Mas eu sei que isto está lá, por que eu sinto isto.

D: O que você sente?

J: São eles. São eles. Eu quero ir com ele (respiração profunda) por que eu sei que eles estão vindo.

D: Ele sempre faz isso?

J: Sim, ele se foi

D: Oh? Eu quero saber como eles são?

J: (Ela estava começando a ficar ansiosa). Eu não sei

D: Certo. Mas me diga o que está ocorrendo

J: Minhas energias estão fracas. Muito estressada com trabalho. Eles me dizem que precisam realizar algum trabalho. (apreensiva). Mas eu não sei onde que nós vamos - e minha cabeça dói.


Eu então, imediatamente, lhe sugestionei que não teria qualquer desconforto físico. E em poucos segundos sua aparência mostrou não estar mais nervosa e com dor de cabeça.


D: Onde eles estão?

J: Eles vêm através de minha janela.

D: O que? Subindo por ela?

J: Justamente através da parede (isto parecia incomodá-la). Exatamente através da parede.

D: Como eles são?

J: Não tão altos como eu, mas quase. E eu os conheço mas toda vez que isto acontece é um pouco assustador (respirando profundamente).

D: Oh sim. Eu posso compreender isso. Isso é apenas humano. Mas você não sente medo ao me narra-lo. Você compreende? (sua respiração e seu corpo mostram apreensão). Você não precisa temer quando você conversa comigo, porque eu estou aqui com você. Eu estarei sempre com você. Mas quantos seres estão lá?

J: (A voz dela estremeceu. Ela quase chorou).
Dois

D: Você pode me dizer como eles são?

J: (A voz dela ainda estremecia). Eles são calvos. Possuem amplos olhos negros e pele mas não como a nossa. Isto é distinto. E você acha que eles têm roupas, mas você não sabe se eles possuem.

D: Como a pele deles é distinta?

J: Isto não parece ser uma pele. Parece ser algo ressecado. Parece como papel mas mais parecido com papel envelhecido. (Sua voz ainda está ofegante).

D: Eu compreendo o que você diz (Ela começou a chorar de medo). Tudo bem. Eu estou com você. O que aconteceu?

J: (Estava difícil de compreendê-la inicialmente pois ela soluçava). Eles querem que eu vá com eles, mas eu ........ Eu disse que eu quero permanecer mais um pouco aqui. Eu quero ficar com o meu bebê (soluçando)


Isto foi uma surpresa pois ela havia me dito, anteriormente, durante a entrevista que ela não poderia engravidar.


D: O que você disse?

J: Este foi o momento que eles me levaram mas eu ainda queria permanecer um pouco mais com meu bebê.

D: Você está grávida?

J: Eu acho que sim. Eu não acho que eles chamam isto disso. Eu não sei como eles alcunham isto. Eles justamente disseram, é hora de ir.

D: Então, como você deixou o quarto?

J: Nós fomos levados através da parede como eles fazem.

D: Você acha que você fez isso?

J: Sim, eu acho. Eles podem realizar isto onde você possa fazê-lo. E você realmente atravessa a parede. Você está indo para o seu quarto.

D: Então, seu corpo físico atravessa a parede?


Eu quero esclarecer que isto não foi uma experiência de projeção astral. A primeira vez que isto ocorreu com John, eu fiquei surpresa em descobrir que o genuíno corpo físico era capaz de atravessar sólidos objetos como as paredes ou telhados. Cada vez que isto vem sendo reportado, eu tento determinar se isto foi uma projeção astral ou experiência espiritual. O assunto é sempre verídico. Eles nunca são incertos e duvidosos.


J: (Sua voz ficou firme). Isto se correlaciona com troca das moléculas. Eles me mostraram como isso acontece. E isto é jocoso quando isto inicia.

D: Como se percebe isto?

J: Seu corpo se sente um pouco paralisado. E então, você se sente murchando. Isto justamente se mistura no ar. Isto seria o ar mas você não está no ar. Isto é como se você estivesse no ar, a menos que você tenha uma forma da forma do ar. Isto faz você mais consistente ao nível do ar. O que acontece é que isto acelera no ponto que seu corpo vibra num campo distinto da sua matéria. Logo você atravessa a matéria.

D: Isso parece algo sublime?

J: Isto é insólito.

D: Então o que acontece depois de você atravessar a parede com eles?

J: É escuro e nós nos movimentamos. Eu não estou certa como eu me movimento.

D: Eles ainda estão com você?

J: Sim. Eles estão em ambos os lados e eu estou com meu cachorro.


Isto também tem sido apontado em outros casos. Uma vez que o corpo é transportado através da parede ou teto, existe um ser extraterrestre tampouco ao lado da pessoa que é levada para a nave. Talvez isso seja parte do mecanismo de como eles são transportados. Os seres têm estado junto com os humanos para que eles possam levitar na nave.


D: Então o cachorro também atravessa a parede. Eu quero saber como ele sentiu isso?

J: Ele não temeu.

D: Você pode ver onde que você está indo?

J: (Respirando profundamente, novamente). Eu estou na nave. Eu estou numa mesa.

D: Como eles lhe colocaram na nave?

J: Eu não sei. Isto é insólito. Eu apenas sei que estou lá.


Este é outro enfoque repetitivo. Freqüentemente, sempre ocorre um lapso de memória quando eles adentram na nave enquanto levitam. Talvez, eles também entrem por uma entrada da mesma forma que deixaram sua casa. Já que isto motiva a perda de memória. E quando a nave está pousada, eles, habitualmente, lembram de terem caminhado ou terem sido levados através de escadas ou uma rampa.


D: Então o que está acontecendo?

J: Eles fazem...... Recostando-me. E nós faremos isto novamente.

D: Fazer o quê novamente?

J: É como se estivesse num ginecologista. Eu não sei como eles fazem isto porque eu nunca estava lúcida (ficou contrariada). Eu gostaria de saber. Eu os implorei para me dizerem como eles fazem isso.


Eu cheguei a conclusão que no início das minhas investigações seria possível obter respostas mesmo com o corpo físico adormecido. Você pode acessar diretamente o subconsciente, pois ele nunca adormece (mesmo durante a cirurgia) que pode nos provir com respostas elucidativas.


D: Eu acho que do modo que estamos fazendo isto agora você talvez possa descobrir. Você quer descobrir?

J: (Chorando). Eu acho que sim.

D: Você quer se levantar de costas como uma observadora e ver com sua mente enquanto seu corpo está lá dormindo? Você acha que é possível fazê-lo?

J: Eu não sei. Eu sinto como se eu estivesse lá agora. Eu agora estou lá. Bem lá (ela ficou chorando).

D: Pergunte a um deles se você pode ver como uma observadora. E veja o que eles dizem. (Não) Eles dizem, não? Nós podemos fazer perguntas? (Sim).


Neste momento a voz dela inesperadamente mudou. Com a resposta dela "sim" a voz parecia mais autoritária, mas não assustadora como anteriormente.


D: Certo. Mas o corpo está dormindo? Isso é feito desta forma.

J: Isto não é um estado de transe.


A voz que respondia não era a de Janice. Era uma voz monótona, mecânica, quase que robótica. Isto pronunciava cada sílaba, individualmente, mas não do modo que nós falamos pronunciando sons juntos. Ás vezes, isto parecia centrado e com um tom em eco que era definitivamente não motivado pelo gravador ou microfone. Isto foi da forma que eu a escutava e, eu não poderia compreender como ela poderia naturalmente criar tal som desta forma. Isto não a incomodava em não lembrar disso, também. Esta voz com um tom único e maneirismo prosseguiu por toda a sessão e não mudou até que a entidade se retirasse. Eu não interrompi, pois isto já havia acontecido. Eu aproveitei a ocasião para fazer perguntas.


D: Se este não é um estado de transe, o que é então?

J: Isto é um nível de consciência que você não está acostumado a compreender.

D: Por que ela tem que ficar naquele estado de consciência?

J: Para que não sinta dor.

D: Eu acho isso muito bom. Nós não queremos que ela sinta nenhuma dor. O que está acontecendo que talvez cause dor?

J: O nascimento humano é doloroso.

D: Isto é verdade. Isto é um nascimento?

J: Sim, isto é um nascimento.

D: Você pode me dizer o que está acontecendo?

J: A mesma coisa que acontece em seus nascimentos na terra?

D: Mas na terra isso acontece naturalmente.

J: Isto está acontecendo naturalmente.

D: Na terra quando ocorre um nascimento existem partos dolorosos ligados a isto.

J: Isso é por que você tem o estado alterado. Não existe dor sentida pela mãe.

D: Mas eu estou certa em supor que o embrião não seria muito grande?

J: Exato

D: Então, esse embrião seria capaz de passar suavemente.

J: Lá haverá dor. Este ser humano nunca teve uma criança na Terra, portanto, isto é diferenciado.

D: Alguma coisa acontece para se estimular o processo? Similar a dores de parto, contrações?

J: Eu não compreendo sua pergunta

D: Alguma coisa é feita com instrumentos ou máquinas para ajudar o nascituro a sair na hora do parto?

J: Agora é o momento para nossa criação. O período do nono mês que você considera....... findado......Culminado é simplesmente alterado. Isto é um breve período de tempo devido ao tipo de crescimento que acontece durante o tempo que o bebê está sendo carregado pela mãe. Então, os órgãos e os vários estados embrionários do ser são aperfeiçoados para um nível superior do que seria desenvolvido no período de tempo do nono mês em seus anos terrenos.

D: Então, este bebê não possui o tamanho de uma criança de nove meses ou um nascituro?

J: Certo

D: Mas isto é desenvolvido de acordo com seus padrões?

J: Exato. Você ainda não compreende nossos padrões sendo que para nossos padrões é o bebê que está no nono mês embora o seu tamanho físico não seja o de um bebê de nove meses.

D: Isto tem todos os atributos de um nascituro?

J: Sim e seus sistemas orgânicos também.

D: Nós achamos que um pequeno embrião deveria ter um tipo primitivo de desenvolvimento e não poderia sobreviver.

J: Isto requer um período de tempo de 4 meses se for levado de seu plano de existência. Nós cuidamos do processo de nascimento durante o tempo que a mãe está carregando o embrião. Esta atenção particular motiva nos sistemas de desenvolvimento uma distinção na velocidade do crescimento do que em um processo normal de crescimento que vocês humanos vivenciam.

D: Qual é o tamanho dos fetos quando nascem?

J: Quando nascem os fetos possuem o tamanho de um feto humano de 4 meses.

D: Imagino que isso é quase do tamanho da palma de uma mão

J: Isto é de alguma forma grande

D: Ela tem permanecido com este feto dentro dela por 4 meses? (Sim) Ela sabia?

J: Não tão ciente quanto antes. Ela, ás vezes, sabe disso. Isso não é constante. Ela sentiu que estava grávida. Ela tem o mesmo tipo de fenômeno que vocês terráqueos vivenciam quando o abdômen se expande, e então, ela poderia confirmar tal estado.

D: Os períodos menstruais cessam?

J: Ela já não tem períodos.

D: Não precisa disso? (Não) Tudo que você precisa é o útero?

J: Até mesmo o útero não é necessário. Isto tem que ver com a energia do corpo humano quando correlacionado com as secreções hormonais do corpo humano.

D: Eu estou tentando compreender melhor isso. Em palavras humanas, lá existe esse revestimento do útero e dos hormônios, assim a placenta pode ligar-se e nutrir o feto em gestação.

J: Este feto vivencia a vida de muitas formas distintas do que seus bebês humanos, que são carregados pelas mães, já que quando a mãe vai realizar suas atividades diárias este bebê também vivencia vida no seu planeta como sua mãe vivencia.

D: Então, isto pode ser feito com uma mulher de qualquer idade?

J: Exato. Mas isto tem que ver com um particular tipo de mulheres, mas existem certos pré-requisitos para a participação delas neste projeto.

D: Você pode me dizer quais são os pré-requisitos?

J: (Metódico como se estivesse recitando em falar). Os pré-requisitos são: dieta, manter uma vida equilibrada, ilibada. Todavia, existem mais alguns outros que nós falaremos depois.

D: Isto parecia enquadrar-se em muitas mulheres

J: Nem todas as mulheres

D: Por que não em todas as mulheres?

J: Devido a ingerência de muitas mulheres em certas atividades e pela concentração do nível de muitas mulheres, como pela interação com o cérebro das mulheres no momento. As pessoas são escolhidas de uma forma pelo critério de evolução do ser e da mãe. Isto é um processo intricado.

D: Eu acho que você verá que eu tenho muitas perguntas. Eu sou muito curiosa. Você está explanando sobre atividade sexual?

J: Este é um fator favorável.

D: Por que isso afeta os hormônios, emoções e tudo o mais?

J: Isto tem mais que ver com a essência da mãe do que com a fisicalidade hormonal da mãe. Você deve alcunhar isto de nível espiritual em sua língua terrena.

D: Então, todas as mulheres não são adequadas?

J: Certo

D: Isto foi feito com ela antes?

J: Correto

D: Em meu trabalho me disseram que a reprodução também é feita por clonagem?

J: Existe um projeto para clonagem. Isto está arredado e fora deste projeto. Algumas mulheres participam de ambos e algumas somente de um.

D: Se você pode ter nascimentos desta forma, porque que o processo de clonagem também é necessário?

J: Por que existe uma distinção genética que acontece na clonagem que é deficiente neste outro tipo de projeto.

D: Você pode teorizar? Eu entendo alguma coisa sobre clonagem. Isso é uma perfeita duplicata?

J: A clonagem é uma exata, perfeita duplicata. O outro método sofre o estímulo externo no processo ao contrário da essência da mãe. Existem dois tipos diversos e distintos de se criar pessoas.

D: Então o clone é uma perfeita duplicata. Um tipo de clonagem tem um tipo distinto de constituição genética, então? Isso seria verídico?

J: Exato. Para o outro tipo de clonagem também contém todo o estímulo extra-sensorial que a mãe recebe durante o período de tempo do estado embrionário.

D: Você diz o clone ou o processo natural?

J: O processo natural

D: Isto traduz que o clone seria um ser indiferente, insensível?

J: Não a menos que a mãe também seja emocionalmente da mesma forma. O problema que você está tendo para compreender isso é que o clone contém tudo que está na mãe. Com o processo natural de nascituro, como você alcunharia isto, a criança conteria tudo que está na mãe mais tudo que a mãe tem sido exposta durante o tempo que carregava o embrião.

D: Então, existe uma distinção.

J: Uma definida distinção. Nós estamos tentando teorizar para você que, quando o embrião fica no útero da mãe, ele vive a vida dela com ela.

D: Experiências que ela está sentindo?

J: Exatamente

D: E o clone não faz isto. Bem, eu posso lhe perguntar como este embrião foi fecundado? O pai também foi humano ou o quê?

J: Isso não será debatido agora. A informação será esclarecida. Primeiro, nós devemos conhecê-la para confiar em você.

D: Tudo bem. Eu questiono muitas perguntas, contanto, que não sejam contraditórias.

J: Nós desejamos ver o que você faz com esta informação e como isto é usado.

D: Eu farei o que você me pedir para fazer com isto.

J: Isto não será divulgado para o público até que você tenha todas as informações.

D: Eu concordarei. Eu não quero publicar uma história incompleta de alguma forma, uma meia verdade.

J: Nós devemos lhe lembrar para você proteger esta pessoa.

D: Eu criei uma proteção em volta dela enquanto nós trabalhamos neste estado. É isso o que você se refere?

J: Não. O que nós queremos dizer é que o que você faz com a informação pode afetar diretamente a vida desta pessoa.

D: Isso é verdade. Muitas pessoas que eu trabalho não querem ser conhecidas. Eles preferem ficar anônimos. Isto é muito importante, porque eles não querem prejudicar suas vidas. E eu respeitarei isso.

J: Isto é porque nós estamos falando com você? Pelo motivo de você ser uma pessoa responsável.

D: E se isto está sob meu controle, ninguém saberá quem ela é. Sempre existem coisas que estão além de meu controle. Mas com o que eu posso controlar, o nome dela nunca será revelado. Isso é o que você se refere?

J: Neste momento, eu devo permanecer tranqüilo. Existe outro trabalho que nós precisamos fazer. Ela é uma pessoa bem evoluída. Ela compreende mais do que muitas pessoas. Portanto, nós temos um grande projeto em mente para ela no qual, nós não desejamos ser interrompidos por curiosidade.

D: Sim, pois existem muitas pessoas curiosas. Parece que eu serei uma que terei dificuldades.

J: Não se nós pudermos lhe proteger também.

D: Eu gostaria de ser protegida. Por que eu sinto que eu viajarei para muitos lugares perigosos.

J: Certo

D: E ceticamente

J: Exato

D: E eu agradeceria qualquer proteção que você possa me ofertar.

J: Você saberá através de seu anel que nós estamos sempre com você.


A menção foi para o meu anel Turquês estelar que eu tinha adquirido de uma forma esquisita e que eu nunca me separo.


D: Eu desejo saber sobre esse anel. Você pode me dizer alguma coisa sobre ele?

J: As pessoas sempre acharam que os ufos vêm das estrelas. A estrela para você seria o seu símbolo que você está ligada. E que você sempre está pensando em nós para o trabalho que você tem feito, ajudando a divulgar que nós não somos seres maus e perversos.

D: Sim. Por que a informação que eu tenho obtido parece ser boa.

J: Isto é bom. No entanto, eu devo avisá-la que existe uma força externa que pode surgir do outro lado da moeda, dito em sua língua terrena.

D: Mas eu sempre acreditei que você esquematizou o que você quer, o que você espera.

J: Exato

D: Eu não espero me deparar com tal negatividade

J: Mas, você deve saber e certificar-se, que isto existe e que em seu trabalho você, possivelmente, contatará tal tipo de seres. Portanto, isto é uma escolha pessoal a ser decidida com que lado se deseja trabalhar. Existe uma necessária escolha a ser feita.

D: Eu tenho ouvido falar sobre tal negatividade. Eu não quero tomar parte nisto.

J: Se você fez sua escolha então você não deve temê-la para você não se envolver com isso. Isto deve aumentar em você. Isto deve lhe circundar, mas você será protegida disto trabalhando com você.

D: Isso é muito bom. Eu gosto disso porque tudo que eu quero é informação.

J: E isso é o que nós almejamos compartilhar

D: Certo. Eu posso saber com quem ou que eu estou conversando?

J: Eu não compreendo sua pergunta

D: Bem, eu não creio que eu esteja conversando com o subconsciente de Janice, eu estou?

J: Não, você não está

D: Com quem eu estou falando? Isto não tem um nome? Eu estou curiosa em saber com o que você se parece.

J: Observe a capa do livro Communion e você verá o meu semblante. Isto é porque Janice ficou assustada da forma que ficou. Ela está mais acostumada conosco. Ela sabe que pela ótica da terra existem vezes quando isto parece que nós causamos dor ou isto seria observado por alguém da terra que nós somos seres estranhos e insensíveis. A ela foi permitido saber da história além disto. Isto é simplesmente o ponto de vista do ser. E ela tem sido capaz de mudar as relações para o ponto de entendimento do significado além do que nós fazemos e qualquer tipo de dor que nós possamos causar-lhe. Ela sabe que isto é acidental para qualquer tipo de problema que nós devemos ter em aceitar o que ela tem acordado. Ela está ciente e tem sido, freqüentemente, lembrada por nós que a qualquer momento que ela desejar, ela pode recusar. Ela também sabe que nós não estaríamos agindo sem sua anuência prévia a qualquer hora que ela se sinta incapaz de prosseguir. Ela sabe e tem sido dita que nós a auxiliamos de todas as formas que ela precise de auxílio a qualquer momento.

D: Tudo aquilo são boas ações. Veja, uma das teorias que as pessoas tem é que vocês são muitos indiferentes e insensíveis e que ferem sem se preocupar com os seres humanos.

J: Pelos seus padrões isto é verdade. O problema das pessoas é que elas não podem permanecer do nosso lado e ver com seus próprios olhos. Pessoas como Janice, para quem você se dirige, pode efetivamente passar-se por nós e saber nossas intenções e conhecer nossas mentes e existência. Nós não tencionamos causar dor, simplesmente, pela questão de causar dor. Devido ao fato de nós não sentirmos dor, como você sente isto, ás vezes, é difícil para nós compreendermos isso que nós causamos.

D: Eu vejo. Que isto é porque seu sistema nervoso é distinto?

J: Exato

D: Então, você não tem se desenvolvido do mesmo modo físico que os seres humanos? (Não) Você é capaz de ter emoções?

J: Nós somos capazes de simular emoções, mas nós não as temos imersas, como vocês humanos vivenciam.

D: Você é mais como um --- Eu não tenciono dizer uma "máquina" --- como uma pessoa construída do que um ser que é geneticamente reproduzido?

J: Desculpe. A pergunta é estranha.

D: Eu estou tentando fraseá-la para você. Eu estou me referindo aos seres humanos que tem emoções a menos que eles sejam máquinas. Construídas em vez de serem reproduzidos geneticamente.

J: Nós sentimos emoções mas não de outra forma

D: Você me ajuda a compreender?

J: Se você me tocar eu sentirei isto. Isto não transmite para ......... isto não traduz que será a mesma sensação. Então, minha mente sabe que você me tocou. Eu sinto o toque mas não da mesma forma que os humanos sentem um toque. Isto é um processo, um toque telepático oposto a fisicalidade. Nós operamos num nível telepático. Logo, o nosso envolvimento é para o estado que nossos sentidos atuem nessa forma de saber, em relação ao maior nível físico de toque emocional que você compreenderia.

D: Eu estou imaginando a forma que as pessoas se cariciam, sobretudo, quando acariciam uma criança.

J: Nós estamos aprendendo. Nós desejamos integrar os dois tipos distintos de emoções e compreendê-las. No processo de integração o que acontecerá é um envolvimento de e uma integração de forma telepática de sentimento e sabedoria e sentimento sensorial e sabedoria.

D: Eu vejo. Então, você também não sente emoções como o amor ou ódio?

J: Nós não os compreendemos embora possamos senti-los. Isto é distinto para nós.

D: Então, você pode sentir ódio?

J: Nós podemos sentir qualquer emoção que você possa sentir mas isto é sentido em nossas mentes não afetando nossos corpos físicos.

D: Então, você não é um ser totalmente insensível.

J: Exato. Nós experienciamos isto mas isto não afeta nosso físico como acontece nos seres humanos. O estresse é uma parte da vida humana. Isto prejudica o corpo e afeta a mente. E também afeta a estrutura molecular de seu corpo.

D: E você está tentando..........

J: Eu estou tentando lhe dizer que se o stress nos aflingir, isto não afetará o nosso corpo, desta forma. Portanto, nós experienciamos o estresse com nossas mentes. Nós não estamos aqui para ferir. Nós não estamos aqui para tomar seu planeta. É lamentável que você não possa compreendê-lo.

D: Eu acredito nisto.

J: Sim, você acredita. E eu estava falando coletivamente.

D: O desprovimento de sentimento foi o que motivou a sua raça evoluir de uma forma distinta?

J: Isto foi simplesmente motivado pelo fato de que de onde nós somos e de onde nós evoluímos, nós evoluímos distintamente. Isto não é porque nós não temos sentimentos, nós apenas não o conhecemos. Isto foi, simplesmente, uma parte descartada de nossa existência.

D: Eu acho que todos nós originamos da mesma forma e você evoluiu de forma distinta.

J: Nós começamos da forma que nós somos. Este é o motivo porque é difícil para nós compreendermos as emoções terrenas e algumas formas de viver que vocês possuem.


Eu interrompi a gravação para mudar o lado da fita


D: Você está ciente que eu estou usando um aparelho.

J: Nós compreendemos as máquinas

D: Isto é um aparelho que grava a voz e que me auxilia a obter essa voz em outro momento. As palavras.

J: Nós memorizamos a voz em nossas mentes.

D: Nós não temos essa capacidade, portanto, eu tenho um aparelho de onde as palavras saem. E num dado momento, eu posso escutar e compreendê-las novamente.

J: Você poderia memorizá-las em sua mente.

D: Sim, mas isto é difícil quando você tem muitas informações.

J: Isto é uma questão pessoal........(Ela teve dificuldade para encontrar a palavra certa). Isto é uma questão do tipo de informação e organizá-las e arquivá-las.

D: Bem, eu posso fazer isso muito bem.

J: Isto é uma questão de visualização e busca de imagem. Mais como nossos vôos. Nós podemos imaginar seu planeta ou um lugar, e então, nós não temos que voar fisicamente para ir lá.

D: Você está agora em nossa atmosfera?

J: Nós estamos na sua atmosfera.

D: Mas você disse de onde que você vem, originalmente? Você justamente imaginaria onde você quer ir?

J: Exato

D: E você não precisa de qualquer tipo de fonte energética para acionar a nave ou qualquer outra coisa?

J: Nos não precisamos de nenhum tipo de fonte energética. O Pensamento é a nossa fonte energética.

D: Isto é suficiente para operar toda a nave?

J: Isto pode operar muitas naves.

D: Isto é um pensamento coletivo ou o pensamento de um ser como você?

J: Isto pode ser executado por um único ser ou coletivamente.

D: Os cientistas, atualmente, acham que você deve ter algum tipo de força: mecânica, elétrica ou algo similar?

J: Existem naves que viajam com muitas fontes distintas energéticas. E isto é aonde você vai como no plano astral. Os seres humanos acham que todas as naves devem usar o mesmo tipo de energia. Certo?

D: Ou no mínimo, uma energia que nós possamos compreender, como combustível ou outros variados tipos.

J: Você compreende a energia elétrica?

D: Somente do modo que nós usamos eletricidade.

J: Bem, existe um ponto justamente no passado da luz onde nós viajamos. Isto é uma freqüência de luz. Isto não é visível a olho nu.

D: Eu acho que é Laser.

J: Você está perto

D: Próxima (regozijando). Até onde eu sei sobre isto, o laser é uma fonte de alta freqüência, eu creio. Não é?

J: Sim. Esta freqüência é mais rápida do que sua luz.

D: Eu estou pensando nas microondas.

J: Isto é distinto de qualquer coisa

D: Está bem. Então, você pode viajar com uma nave física nesta freqüência pelo pensamento (sim). Pelo pensamento você é capaz de desmaterializar-se e materializar-se em qualquer outro lugar?

J: Exato

D: Certo. Por que nós pensamos em viajar na velocidade da luz

J: Isto é mais rápido do que a velocidade da luz

D: Isto é similar a forma que ela atravessou as paredes?

J: Isto é similar, mas existe um processo distinto utilizado para se viajar. Quando você fala em atravessar a matéria, você está se referindo a um tipo distinto de processo do que aquele que nós viajamos do nosso universo para a sua atmosfera.

D: Justamente, porque isto não atravessa a matéria? Seria um distinto processo?

J: Exatamente

D: Mas ainda está se desmaterializando num lugar e se materializando em outro. É isso? Por que isto é difícil para eu compreender.

J: Eu não posso lhe explicar detalhadamente no momento. Eu posso lhe dizer que, existem dois processos diferentes de viagem. Uma vez o ser a trouxe pela parede e começou a viajar e, ela viajou pelo segundo processo entre a parte externa da parede da casa dela e a nave. Esta é o motivo pelo qual os humanos, ás vezes, se preocupam em readaptarem-se ao reentrarem no seu tempo e no seu nível vibracional. Para as mudanças de freqüências vibracionais neste tipo de viagem. Pois, isto leva um tempo para se reduzir dependendo da forma de reentrada.

D: A pessoa está viajando subitamente, e então, tem que retornar descendo lentamente?

J: Exato. E, ás vezes, ocorre problemas. Isto, ocasionalmente, causa desorientação na pessoa que nós tentamos aliviar tão breve quanto nos certificamos que isto esteja ocorrendo com ela.

D: Eu quero lhe indagar sobre a sua atividade sexual? (Sim) Sua raça tem machos e fêmeas? (Sim) E você reproduz da mesma forma que os seres humanos?

J: Nós temos uma escolha

D: Você pode explicar?

J: Nós devemos reproduzir dessa maneira. Nós devemos usar vários outros métodos.

D: Quais são os outros métodos disponíveis?

J: Eu já lhe expliquei dois deles

D: Pela clonagem e este método com Janice? (Sim) Eu estou curiosa em saber sobre o que será feito com este bebê. Eu acho que você gostaria de fazer uma mixórdia humana?

J: Por que na mixórdia humana você tem toda a fisicalidade humana como toda a capacidade de nossa raça integrada.

D: Mas seu povo não possui excelentes aptidões físicas?

J: Nós lhe achamos maravilhosa. Nós temos aptidões físicas mas elas são distintas das suas.

D: Eu acho que você seria feliz com as suas da forma que você foi concebido e você não deveria ser.......

J: Isto não é questão de infelicidade. Isto é uma grande lição para os humanos aprenderem. Mas ainda de forma distinta.

D: O que significa?

J: Mais distinto do que a nível de insatisfação. Isto não é uma questão de ser melhor ou pior. Isto é apenas uma questão de ser distinto.

D: Isto é o que eu estava tentando compreender. Por que você pretenderia mudar a aparência física de sua raça?

J: Isto não muda a aparência física de nossa raça, também. Por que isto é tampouco nossa raça também. E nem a sua.

D: O que significa?

J: Eu digo que isto é tampouco uma raça mas uma raça.


Eu não compreendia a que ele se referia para a criação de uma nova, distinta raça.


D: Você disse que todos pertencem a uma raça?

J: Ultimamente isto acontecerá

D: Foi onde isto se originou?

J: Eu não entendi a pergunta

D: Nós todos somos uma única raça?

J: Eu lhe expliquei as distinções das maneiras que nós vivenciamos as emoções quando em relação a forma que os seres humanos experienciam as emoções. A integração daqueles dois tipos de experiências num ser, cria um distinto ser mas não se afasta de ser tampouco uma raça. Nem altera o fato de que esse particular ser é composto de ambas as raças.

D: Então, todos nós originamos em raças distintas. Logo, a meta é para integrar em uma única raça que tem os melhores atributos de todas elas. Exato.

J: Este é um projeto, sim.

D: Existem outros projetos também? (Sim) Você poderia me dizer sobre eles?

J: Eu não posso lhe dizer no momento

D: Bem, eu sou muito paciente mas também tenho muitas perguntas. Eu estou tentando compreender o objetivo disto.

J: A parte da essência que fica na terra pode ser transferida para um novo ser humano numa época quando está desenvolvendo-se uma nova terra.

D: Uma nova terra? O que significa? (Pausa). Eu sei sobre as futuras profecias. Eu estou tentando ver o que você está me dizendo se encaixa nisto.

J: Eu estou lhe dizendo que o novo ser será o tipo de ser que povoará a nova terra.

D: No nosso futuro ou o quê?

J: Sim, no seu futuro. Em todo nossos futuros, você compreenderá isto melhor se eu usar a palavra "transferência".

D: Transferir o quê?

J: Se você escolher, dependendo do resultado de sua escolha no seu planeta haverá a necessidade de existência para uma nova raça de seres humanos repovoarem o seu planeta. A essência dos seres humanos que já povoam o seu planeta existe na nova raça. Logo, se você escolher a senda da destruição a re-povoação, provavelmente, não acontecerá nesta raça de seres humanos. Então, você certamente terá uma nova raça para povoar seu novo paraíso e sua nova terra. Uma nova raça com somente boas qualidades.

D: Uma raça realmente mais evoluída (Sim)


Uma explicação similar foi descrita em meu livro Keepers of the Garden, sobre um planeta que está sendo preparado para receber uma nova (mais aperfeiçoada) espécie de seres humanos no evento que nós destruiríamos nosso planeta terra. Este novo ser humano estava sendo desenvolvido através de processos experimentais conduzidos a bordo destas naves espaciais. Me disseram que os genes humanos não findariam mas que estavam sendo preservados desta forma.


D: Bem, este embrião....... Eu acho que você alcunharia isto de um bebê. Você disse que este ser estava finalizado e completamente formado no tamanho de um bebê de 4 meses.

J: 4 meses

D: Onde está o bebê que foi levado?

J: Nós possuímos instalações como as suas do tipo de seus hospitais. Nós auxiliamos e cuidamos das crianças como vocês. Nós temos seres que trabalham para cuidar das crianças. Para auxiliar como você diria "mãe de aluguel" para a criança. A legítima mãe visita a criança, se ela for eleita para fazê-lo, embora, normalmente, não se lembre de tê-lo feito. A mãe da criança também ensina aqueles seres a interagirem com a criança. Esta é uma parte imprescindível de nosso aprendizado.

D: A criança cresce num estágio distinto?

J: Sim. Ela pode estar com 4 anos de idade ao se passar 2 min do seu tempo terreno.

D: Isso é muito súbito. Isto parece ser muito rápido para seu tempo?

J: Pode ser como não pode ser tão rápido.

D: Dessa forma você teria um ser adulto em poucos dias, você não poderia? (Sim) Eu vejo. Esta nova raça de novos seres serão utilizados em algum outro lugar?

J: Eles vivem e estão sendo treinados para muitos distintos locais. Em locais tantos quantos possíveis para viverem.

D: Mas este local é distante da terra? (Sim) E este local é onde eles se acostumarão, assim dizendo. Ambientalizados? (Sim) O que você sabe sobre os clones? Eles ultimamente estão vindo para a terra?

J: Sim. Alguns deles já estão na terra

D: Em que qualidade?

J: Como os humanos?

D: Qual foi o motivo disto?

J: Por que nós podemos clonar um ser humano e nós podemos assim dizendo redesenhá-lo fisicamente num ponto onde se a necessidade aumenta, para que o clone retorne para ajudar esta fonte então, isso pode ser feito num momento de afinidade com a fonte.

D: Mas o clone terá a memória do que ocorreu?

J: Não necessariamente

D: Eu achava que se o clone se desenvolveu neste outro ambiente ele guardaria aquelas memórias?

J: Nós possuímos as mesmas capacidades concernentes ao tempo em relação ao clone, como eu previamente lhe expliquei. Em outras palavras, nós poderíamos muito bem criar um ser humano num breve período de tempo. Este clone pode ser enviado para uma missão ou escolhido para uma missão para ajudar algum ser humano necessitado. Assim, ao reter toda a sua essência a afinidade é integrada mais facilmente, instantaneamente.

D: Eu achava que o clone saberia que ele é distinto dos seres humanos?

J: Sim, alguns deles sabem. Mas um clone necessariamente não permanece em seu planeta por muito tempo.

D: Este ser está lá apenas para uma certa missão, um certo trabalho, e então, se dirige para algum outro lugar?

J: Exato

D: Eu acho que isto é um dos dilemas para que as pessoas aceitem tais coisas -- e eu estou tentando esclarecer alguns destes equívocos -- se eles acham que você é um ser hibridizado por aliens e seres humanos. Agora aquelas são as palavras deles e eles dizem que isto está sendo feito sem a nossa anuência, cooperação e contra a nossa vontade. Pois eu acho que isto é onde surge o equívoco. Eles reprovam isto porque eles não possuem todas as informações.

J: Este é o mesmo dilema que eu expliquei para você acerca de sua perspectiva com respeito a dor que nós temos sido acusados de infringir. Isto também é uma compreensão deturpada.

D: Eles acham que isto é feito contra a vontade da pessoa. Seqüestrando-os á força e executando testes e coisas neles.

J: Isto é porque esse ser humano não pode se lembrar da missão que eles se incumbiram. Qualquer um que tenha sido abduzido previamente teria concordado. E devido a alguns problemas nas suas estruturas moleculares nós não podemos totalmente ativar a célula que permite que eles se lembrem, como nós podemos fazer em outras pessoas. As pessoas que tem grandes intestinos e são interiormente extensos são capazes de compreenderem melhor todo o objetivo de todo o programa espacial.

D: Eu desejava saber porque algumas pessoas se lembram de terem sido seqüestradas e outras não?

J: Você se lembra daquilo que você pode resistir. E quando você evolui você se lembra e lhe são providas informações.

D: Algumas coisas que aquelas pessoas se lembram são muito assustadoras para elas. Eles somente possuem lapsos de memória.

J: Isto é assustador porque isto não é conhecido. E algumas experiências são assustadoras para os seres humanos. Mas as experiências que assustam os seres humanos são as mesmas que os seres humanos executam. E o temor é o mesmo que um animal sente quando um ser humano executa experiências nele.

D: Sim, isso faz sentido para mim. Na sua nave somente existem seres como você?

J: Neste momento?

D: Bem, como regra, você é o único tipo de ser que está naquela nave?

J: Neste particular tipo de nave nós somos os seres. Outros seres talvez entrem nesta nave dependendo do assunto.

D: Que tipo de nave é esta? O que isto fisicamente aparenta-se exteriormente?

J: Esta é uma nave redonda

D: Ela é grande? (Não) Então, existem outros tipos de naves? (Sim) Eu estou curiosa em saber sobre os outros tipos de seres que viajam entre as diversas naves? Nós sabemos de muitas descrições distintas.

J: O que você deseja saber?

D: Você pode me dizer sobre alguns dos outros tipos de seres?

J: Dependendo do assunto humano, do projeto, nós estamos trabalhando junto com outros seres. Portanto, isto dependeria do nível do projeto e o tipo, de quem está envolvido.

D: Todos aqueles outros seres vêm do mesmo lugar que você vem? (Não) Por que eu acho que todos eles são distintos, não são?

J: Sim

D: E eu acho que cada um tem uma missão. Talvez eu esteja enganada. Como um trabalho que somente eles executam.

J: É intricado estes projetos que nós trabalhamos. Alguns humanos estão envolvidos em muitos de nossos projetos.

D: Você diz como uma pessoa ou como um participante?

J: Ambos. Um ser humano pode ser uma pessoa em um projeto, um participante em outro, um conselheiro em outro e um professor em outro. Então isto depende se o ser humano é um multi-nível. Nós procuramos multi-níveis de seres humanos. Você está falando para um multi-nível de ser humano quando você conversa com Janice. Ela compreende níveis e dimensões simultaneamente. Portanto, ela está mais suscetível a trabalhar conosco assim ela é uma exemplar participante, professora e pessoa.

D: Eu quero saber o que está acontecendo com os outros seres humanos que estão envolvidos naqueles multi-níveis?

J: Alguns conhecem distintos níveis. Alguns sabem mais do que Janice e alguns menos. Isto depende de seus níveis de interação, vibração e grau de desenvolvimento de estrutura molecular como também do grau de densidade cerebral. Existem muitos detalhes que são levados em consideração. E nós estamos mais, usando sua língua terrena, "amando" isso. Então nós não queremos ferir ninguém que aceita participar. Inicialmente o ser humano que aceita participar não compreende, não sabe porque e não pode saber inicialmente todas as coisas que eles mais tarde aprenderão, se eles continuarem a participar. Ás vezes, o que pode acontecer com eles é tornarem-se desequilibrados e eventualmente serem internados em manicômio (Ele realmente disse "manicômio").

D: Por que eles não podem lidar com tudo isto?

J: Eles não sabem como integrar isto em suas vidas diariamente. Logo, o desequilíbrio sucede e eles não conseguem se equilibrarem. Nós estamos tristes em sabermos disto e tentamos preveni-los. E, ás vezes, nós somos desinformados por outros seres humanos de sua sociedade para que nós aceitemos. Eles nos fornecem pessoas que foram examinadas para participarem do projeto. Mas nós achamos que seremos sucedidos por nossa própria escolha. Por que houve disputas entre alguns dos seus ...... Houve algumas desinformações que nos foram passadas por membros de sua sociedade para que nós aquiescêssemos em participar. Portanto, decidimos trabalhar fora da lista que nos foi fornecida.

D: Quem forneceu esta lista que tinha desinformações?

J: Existe um grupo que fornece certos nomes de pessoas para nós que querem trabalhar conosco. Nós aceitamos e isto tem sido feito. Mas nós nos decepcionamos em participar e, com a desqualificação da base daqueles que desejavam interagir conosco. Logo, nós não pudemos participar daquele nível.

D: Você pode me dizer sobre a composição do grupo? Eu não quero nomes mas qual a origem do grupo?

J: Agora eu não lhe direi. Eu posso lhe dizer mas eu não o farei. No momento eu não devo revelar isso para você.

D: Okay. Em outras palavras eles lhe enganaram?

J: De alguma forma

D: Eu acho que com a sua extrema capacidade mental você saberia se eles estão mentindo para você.

J: Nós fizemos. E nós esperávamos que estivéssemos errados

D: Você acha que isto foi feito com a intenção de prejudicar seu projeto?

J: Isto foi com a intenção para controlar nosso projeto. Isto foi uma forma de controle em vez de compartilhar os estudos igualmente.

D: Eles estavam fornecendo nomes de pessoas que eles achavam que você trabalharia para que eles pudessem controlar as experiências (Sim) Eu não vejo como eles poderiam se beneficiar disto a menos que eles controlassem os resultados de algum modo.

J: Controlando os resultados e também obtendo conhecimento e talvez utilizando indevidamente isto?

D: Você compartilhou conhecimento com este grupo?

J: Esta foi nossa intenção. E nós temos feito isto também.

D: Você ainda está compartilhando informações com eles?

J: De forma restrita

D: Por causa desta decepção?

J: Sim. Eles não sabem que nós estamos decepcionados

D: Eu compreendo porque você não queria me dizer quem eles são. Eles acham que você ainda está trabalhando com eles?

J: Nós estamos. Mas num nível distinto. Pois, eles escolheram esse nível.

D: Você está sendo mais cauteloso agora (Sim) Você me permitiria obter informações adicionais em outra oportunidade? (Sim) Eu acho que você talvez queira me investigar, inicialmente.

J: Nós já lhe investigamos. Mas este ainda não é o momento. A pessoa precisa para se desenvolver e assimilar o que está disponível para ela. Nós fazemos lentamente nosso trabalho com ela por que havia muitas informações para ela compreender.

D: Você também disse que havia alguma outra coisa que ela tenha que fazer no futuro?

J: Sim. Esta pessoa trabalha com outras energias do que com as energias espaciais. Ela trabalha com energias que são mais evoluídas do que nós.

D: Você tem outros projetos em mente então?

J: Não que tenhamos projetos em mente. Nós é que estejamos nos guiando por um nível que é mais evoluído do que o que estamos.

D: Mas eu sei que ela sempre estará protegida e não ferida intencionalmente?

J: Existe um nível de proteção em volta deste ser que é impenetrável.

D: Isso é ótimo, por que isso é o que eu sempre desejo para qualquer pessoa que eu trabalho. Eu não quero machucá-los ou desconfortá-los, se possível.

J: Ás vezes, eles ficam desconfortados

D: Mas você pode fazer isto da melhor maneira possível para minimizar isto, você não pode?

J: Esse é o nosso trabalho

D: Então você me permitiria voltar novamente e questionar mais informações?

J: Nós esperamos que você retorne novamente e que também precavenha-se com o que foi revelado aqui para você hoje. Nós esperamos que você espere, que você compreenda tudo isto antes que você pense em revelar isto. Nós lhe pediríamos para você voltar a colocar esta pessoa em transe e receber um guia. Nós lhe pedimos para concordar conosco em não imprimir nossa conversa no momento. Existe mais trabalho a ser feito. Se você sente que você deseja participar, você deve nos contatar novamente ou algum outro.

D: Então, manterei isto em segredo no momento

J: Sim, exato. Você guardará segredo no momento

D: Eu não sei quando nós trabalharemos novamente. Eu vim de muito longe.

J: Haverá uma forma de você trabalhar conosco novamente e isto será facilitado.

D: Então, quando eu voltar novamente como poderei lhe contatar, sendo eu quem está se comunicando?

J: Nós lhe contataremos e você não se preocupará em nos contatar. Quando este veículo, Janice, estiver neste estado hipnótico, ela contatará quem ela precise trabalhar no momento.

D: Eu acho que se eu tivesse um nome que eu pudesse indagar ......ou algumas instruções.

J: Você saberá pela minha voz. Existem outras vozes que você reconhecerá. Depois, nós lhe mostraremos formas de determiná-lo.

D: Então, eu deveria mudar este estado atual e conduzi-la a sua nave? Ou que tipo de instruções que eu possa ter para que eu possa lhe contatar?

J: As instruções que você tem para nos contatar são muito simples. A pessoa ficará hipnotizada.

D: Como isto?

J: Sim. Então, você observará uma mudança na voz dela. Você perceberá uma mudança energética que acontecerá nela. Não existe código.

D: Eu não tenho que questionar para falar com qualquer pessoa?

J: A pessoa surgirá quando for necessário.

D: Certo, porque eu quero ter certeza que eu poderei lhe contatar novamente.

J: Você pode me contatar novamente se eu for aquele que você precisa conversar. Você também poderá contatar outros seres com quem ela trabalha. Como eu lhe disse, existem outras energias além das energias cósmicas com quem ela se identifica.

D: Certo, mas eu somente quero energias positivas.

J: Existem energias positivas mas isto é um puro ser de luz. E outras além das energias positivas que não são permitidas acessar. Isto é impossível.

D: Eu gostaria de ter a mesma proteção como você explicou anteriormente.

J: Você é um espírito puro. Puro em coração, mente, corpo e alma. Existem coisas que sublimam seu nível vibracional para um nível que você trabalha com as energias que você tem. De outra forma. você não poderia fazer o trabalho que você faz. Os mesmos critérios existem em Janice, para quem vos fala.

D: Eu gostei disto. E eu espero que você me proteja quando eu divulgar para o mundo aquelas várias mensagens que eu tenho recebido.

J: Existe um sentimento, quando você diz "amor" para o trabalho que você está realizando. Esta é a razão de vocês terem se conhecido. Assim, você pode se sentir jovem, onde haverá outro, quando você precise de ajuda.

D: Agradeço-lhe em conversar comigo. Eu aprecio isto.

J: Nós é que lhe agradecemos pelo seu trabalho.

D: Então, eu lhe pedirei para ir com meus agradecimentos e saiba que Janice retornará para este veículo.

J: Isto está sendo providenciado

D: Então, Janice toma consciência e nosso bom amigo parte. E eu indago a Janice para deixar a cena que ela está vendo.


Janice respirou profundamente e certifiquei-me que ela tinha retornado. Mas ela não se mexeu durante toda a sessão. A voz tinha um estranho som mecânico mas ela não se esforçava para pronunciá-la. Após despertá-la com a palavra chave eu a trouxe conscientemente, mas isto foi um pouco antes dela se levantar da cama, deixando-a vontade para fazê-lo e também caminhar. Ela não se lembrava da sessão porque ela estava num profundo estado hipnótico. Mas quando ela se levantou parecia estar zonza e desorientada. Assim a deixei sentada tranqüilamente enquanto conversávamos. Eu achei melhor não lhe falar muito sobre a sessão naquele momento porque eu não queria assustá-la. Eu lhe contei que eu a enviaria uma cópia da fita para que ela pudesse depois escutar a sós. Levou 15 min antes dela tentar se levantar e até então ela encontrava-se grogue. Eu queria trabalhar com Janice novamente mas eu havia programado uma especial viagem para Litte Rock ou provavelmente várias outras porque eu havia antecipado esta sessão de um projeto de longo prazo. No momento eu não sabia que eu não encontraria este pequeno ser novamente. Os comentários do ser sobre a evolução de diversas raças galácticas me fez refletir nos nossos problemas terrenos. Distinções raciais: étnica, cor, religiosa, etc são difíceis realmente de nós compreendê-los e vivenciá-los. Muita violência ocorre devido as diferenças e até mesmo guerras tem sido travadas pela crença de superioridade e inferioridade. Se nós não podemos nos compreender, dissolvendo e reconciliando aquelas diferenças, como poderemos então esperar compreender os seres extraterrestres? Nós podemos culpá-los por não contatarem-nos diretamente? Eles têm visto também muitos exemplos da forma que nós escrupulosamente ameaçamos aqueles que são distintos. Os seres humanos receiam o que eles não compreendem e descrêem em tudo o que acham distinto.


NÓS NÃO SOMOS 4 RAÇAS
NÓS SOMOS UMA: A RAÇA HUMANA
E NÓS TAMBÉM SOMOS PARTE
DA RAÇA GALÁCTICA


ACONCLUSÃO



As informações neste livro foram guardadas por mais de 10 anos esperando o momento propício para serem divulgadas. Os aliens não me autorizaram imprimi-las até obter todas as informações. Eles não me autorizaram até que eu as compreendesse completamente. Quando eu preparei o material eu compreendi no início de minha pesquisa quão simples isto era comparado como o observo agora. Eu percebi como eu adquiria pouco a pouco as informações somente divulgando mais quando eu as compreendia e assimilasse. Esta é a forma que eu tencionei escrever este livro para conduzir o leitor gentilmente pelas mãos guiando-os pela senda do desconhecido pausando pelo caminho das pedras para as informações serem compreendidas antes de dar o próximo passo. Minha pesquisa tem me guiado de forma simples para a complexa mas eu sei que existirá muito mais para mim doravante. Quando eu comecei a estudá-las em 1986 eu me baseava nas teorias que eu estou adquirindo agora. E se eu me firma-se nelas eu teria largado tudo e dito que isto seria mais conveniente para os físicos e cientistas compreenderem e tentarem elucidá-las do que eu. Em outras palavras eu teria renunciado porque o assunto era muito complexo. Mas evidentemente eles compreenderam minha curiosidade e anseio em aprender e compreender os mistérios logo eu somente liberava informações que eu pudesse lidar na época. Até mesmo quando isto tornava-se enredado eles gentilmente tentavam explicar isto com analogias e simples explanações (tão simples quanto eles poderiam fazê-lo). A serenidade deles comigo tem sido fenomenal e eles nunca ficaram injuriados. Eles estavam tão ansiosos em obter informações quanto eu para redigi-las.


Quando eu comecei a trabalhar com a Mufon os principais investigadores da mesma ridicularizaram as informações que eu recebia em utilizar o poder da mente para locomover espaçonaves. Eles insistiam em dizer que estavam desenvolvendo algum tipo de combustível para realizar viagens para a estrela mais próxima. Havia também a crença de que os astronautas teriam que ser colocados em animação suspensa porque a viagem levaria muito tempo. Na época eles não puderam compreender as possibilidades alternativas. Agora no verão de 1998 um anúncio foi feito que mudaria este pensamento para sempre. Um grupo de cientistas Japonezes provou que a teoria funcionava. Eles inventaram uma máquina que simulava o poder do pensamento. Os cientistas disseram saberem que o pensamento é energia. Isto certamente não foi novidade em meu trabalho porque eu tenho palestrado comentando sobre isto por anos. Nos novos programas os cientistas apresentaram a máquina que era para ser colocada na cabeça. Isto era similar a máquinas de realidade virtual. O incrível que pelo pensamento a pessoa podia ascender luzes e desligá-las, ligar e desligar máquinas e acionar um alarme. Isto demonstrou que cada tipo de pensamento gerava uma diferente frequência que era amplificada e utilizada para se controlar coisas no quarto. Isto não requeria muita concentração. O simples pensamento simplesmente acionava os mecanismos. Eles disseram que a primeira utilização desta máquina será para os deficientes físicos, mas eu percebo isto como um grande potencial futuramente. Outra principal descoberta: isto não requer a fala pois a máquina interpretava o pensamento não a palavra soletrada. Eles disseram: "O negócio é o pensamento". Os Japonezes agora estão mostrando uma forma de vencer a linguagem que é exatamente o método empregado pelos aliens. Eu percebo que isto seria somente um pequeno passo para se controlar luzes e alarmes, carros ou espaçonaves com a mente. Os cientistas por todo o mundo também estão trabalhando para criar uma forma de impulsionar um objeto mais rápido do que a velocidade da luz. Isto foi considerado impossível segundo as teorias de Einstein's. O que num momento era considerado ficção científica agora entrou no reino do fato científico. Talvez nós devêssemos observar outras alegações que estão sendo fornecidas pelos aliens como sendo logicamente possíveis.

Quando eu terminava de escrever este livro uma especial edição da Revista Discover foi publicada em maio de 1998. Esta revista devotava o assunto de clonagem e duplicação de seres humanos. Isto não poderia ter acontecido no melhor momento (como tudo é uma coincidência) porque isto foi comentado em alguns trechos do livro. Nesta época os cientistas Escoceses tiveram sucesso em clonar a ovelha Dolly e nossos cientistas anunciaram em seguida a clonagem de bezerros e macacos. O mundo e particularmente os políticos aturdiram-se debatendo a ética de se clonar humanos. Eles tentavam criar leis que pudessem restringir isto ou no mínimo regular isto. Isto era como se bloqueasse a porta do celeiro e depois descerrá-la para os cavalos escaparem. Vários laboratórios na América e por todos os lugares no mundo já anunciaram que estão trabalhando na experiência e esperam anunciar com sucesso a primeira clonagem humana dentro de 2 anos. Eles disseram "se isto pode ser feito, isto será feito". Esta é a forma que a curiosidade científica trabalha. Se a ciência está apresentando isto como um desafio então assumirão as ilações. Centenas de pessoas estão na fila para serem os primeiros candidatos. Os cientistas disseram que clonar humanos será mais fácil do que clonar ovelhas.


No artigo da revista também reportou que os cientistas na década de 1930's mostraram que a clonagem era possível. Então a pesquisa foi esquecida até quando na década de 1970's sapos foram clonados com sucesso. Então isto nunca mais foi reportado até os recentes desenvolvimentos com mamíferos. As pessoas realmente acham que ninguém estava trabalhando nisto por 40 anos? Eles realmente acham que quando os cientistas executaram o primeiro importante avanço na década de 30's a pesquisa foi esquecida? Eu acredito que a pesquisa prosseguia secretamente porque eles receavam dos protestos que atualmente ocorrem. Eles sabiam que as pessoas discutiriam a ética do assunto na tentativa de se "brincar de Deus", etc. Meu trabalho me convenceu que especialmente o governo vem conduzindo experiências genéticas por muitos anos e aperfeiçoando as técnicas que agora estão sendo anunciadas. Eles agora estão simplesmente soltando migalhas, liberando pouco a pouco as informações para preparar um impressionado mundo para aceitar o que estava sendo pesquisado por anos. Após tudo, eles disseram que o sucesso da clonagem humana não será diferente de qualquer outro ser humano e que poderia viver muito bem entre nós. O mesmo certamente ocorre com os clones alienígenas e os híbridos. Cito o artigo: "As pessoas dirão a ela (o clone), você se parece com a sua mãe! Mas ninguém saberá, não até a criança completar 16 anos e decidir vender sua história para os jornais".

Muitas pessoas (especialmente na área religiosa) acham que um clone seria algum tipo de insano robô. Nada estaria além da verdade. Os cientistas estão aperfeiçoando as técnicas de fertilização fora do corpo humano por vários anos e centenas de normais crianças demonstraram que isso não pode diferenciar-se de qualquer outra criança naturalmente concebida. Nós todos somos clones nascidos de uma mistura dos genes paternos. Um legítimo clone seria o resultado do gene de uma única pessoa.

Na "normal" conscepção os óvulos da mãe teria que ser engravidada pelos espermas do pai dentro do corpo ou num tubo de ensaio no laboratório. Não é preciso clonar o esperma, mas o óvulo é ativado por outros meios (químico ou elétrico). Quando o óvulo começa a desenvolver-se é um conjunto de células que são absolutamente idênticas. Dentro de vários dias a célula atinge um ponto onde elas começam a diferenciar-se. Algumas células tornam-se ossos, algumas certos órgãos e outras as peles, etc. Alguma coisa disparará esta resposta nas células e dizendo que é gerada no corpo humano se tornará. Assim os cientistas podem trabalhar com as células antes que se diferenciem-sse e instintivamente saibam que sua função é para ser e produzir um clone. Mas o desenvolvimento embrionário deve ser inserido numa mulher para se desenvolver. Tudo isto parece familiar com as informações que eu tenho recebido por mais de 10 anos. As amostras de esperma e ovo são os resquícios das células de diferentes partes do corpo. A reinserção de embriões no corpo humano e a coleta dos embriões são realizados quando eles atingem seu crescimento. Uma importante diferença é que os aliens também tem desenvolvido métodos de incubação no desenvolvimento de fetos fora do corpo humano. No livro Legacy from the Stars as células foram coletadas do líquido do olho humano e a criança cresceu dentro de um útero artificial no laboratório a bordo de uma nave laboratório. Existem muitos exemplos em meu livro de pessoas que viram cientistas extraterrestres trabalhando com células em recipientes em laboratórios.

Nossos cientistas afirmam que qualquer célula de um ser adulto pode ser utilizada para clonagem porque contém o DNA para se criar uma duplicata. Mas disseram que ainda não conseguiram desenvolver isto porque uma célula de um ser adulto já foi diferenciada. Em outras palavras, já disseram que a função disto é para ser inserido no corpo assim uma nova célula não se diferenciará. Mas eles disseram que isto pode ser feito então isto será feito. O artigo também profere que ninguém será uma exata duplicata de alguma forma, esceto fisicamente. Até mesmo se você pudesse obter células de Einstein ou Shakes Peare, por exemplo, e criar um clone, este ser possuiría a mesma genialidade do original? Quanto é determinado por genes e quanto é por meio-ambiente e a cultura de uma pessoa aumenta? Uma pessoa clonada seria sempre separada da original pelo menos por uma geração. A duplicata cresceria e seria influenciada totamente por diferenças de ordem social, cultural e ambiental do que a original. Eles também disseram desconhecerem qual influência que a mãe terá sobre o desenvolvimento da criança enquanto está no útero. Isto é exatamente o que os aliens disseram sobre Janice. Eles disseram que haviam dois diferentes tipos de seres que poderiam ser criados. Um que foi clonado pelo material genético da mãe que seria uma exata duplicata e o outro que estava sendo transportado no útero dela que seria influenciado pelo o que a mãe experienciou enquanto vivia e isto criaria um diferente tipo de ser. Um ponto crucial não tem sido observado porque o clone não seria uma exata duplicata do doador, esceto fisicamente. Nós somos um corpo. Nós temos um corpo. A verdadeira essência do ser humano é a alma ou o espírito eterno. O corpo não pode ter vida até que a alma adentre nele. Não importa quantos cientistas se empenhem em criar o corpo isto permanecerá como uma casca sem vida até que a alma o ative. Esta alma trará consigo suas próprias lições cármicas e objetivos para a nova vida que está embarcando. Isto cria uma diferente pessoa do doador porque eles são duas distintas almas. Até mesmo os extraterrestres sabem disso. No meu livro Legacy from the Stars as pessoas que viviam num futurístico mundo abaixo do planeta terra haviam perdido a capacidade para reproduzirem-se. Eles re-criaram uma exata cópia do corpo num vasilhame tipo sarcófago, mas eles sabiam que isto ficaria sem vida á menos que a alma decidisse encarnar nele. Neste livro eu discuto como nós todos habitamos corpos extraterrestres em algum ponto de nossas encarnações, porque nossas almas ou espíritos estiveram encarnando incessantemente e continuarão a encarnar para sempre em novos e distintos corpos para aprender lições de todos os tipos possíveis. O planeta terra é um jovem planeta quando você atenta a idade do cosmos assim nós tivemos muitas aventuras em várias formas de vida antes de decidir-mos experienciar as lições de emoções e limitações que este planeta nos inflige. Os aliens sabem que todos nós possuímos uma alma eterna e que nós viemos originalmente da fonte (eles chamam de Deus). Isto é porque neste livro eu digo "Eles são nós e nós somos eles. Nós todos somos um".

Uma razão para eu acreditar que o governo já aperfeiçoou esta técnica é devido aos relatos de pessoas que estiveram em secretas bases subterrâneas. Eles viram o que eles narraram como "estranhos monstros" sendo criados. Isto indicaria que eles estão aperfeiçoando a técnica da clonagem e que tem estado trabalhando na combinação de material genético humano com de outras espécies. Certo trabalho somente poderia ser executado distante da luz do dia, secretamente. Os aliens disseram que eles tem trabalhado com cientistas governamentais e tentado avisá-los de que eles já aperfeiçoaram as técnicas. Mas o governo ignorou seus avisos e tentaram esmerar o que já estava aperfeiçoado. Os aliens sabiam que os cientistas se enganariam mas eles decidiram deixá-los a mercê. Os aliens também disseram que eles tem conduzido certas experiências, entremeando várias espécies, mas por diferentes razões. Isto não foi novidade mas sim para produzir espécies que seriam capazes e aptas a viverem em outros orbes de outros sistemas solares. O que era considerado monstruoso e repugnante para nós era totalmente bom para outros meios ambientes. Portanto existem muitas coisas sendo negociadas entre o governo e os extraterrestres que nunca serão revelados para o público.

Os aliens disseram que outro planeta estava sendo preparado para os seres humanos habitá-lo caso nós destruísse-mos este planeta. Isto é muita coincidência e algumas das suas duplicatas genéticas já estão sendo levadas para lá. Eles disseram aos seres humanos para não deixarem a vida na terra perecer. A vida é muito frágil e também preciosa. Então nossa espécie humana está sendo preservada desta forma. Existem coisas que a média dos abduzidos ufo não possuem compreensão disto. Seus genes são muito valiosos e estão sendo usados para preservar a vida tanto aqui quanto em outros planetas de outras galáxias. Eles talvez não saibam dizer a resposta para a sobrevivência da raça humana.

Eu acredito que haverá um dia em que talvez eu não esteja viva, que todavia virá, quando as barreiras serão removidas e os cientistas considerarão aquelas radicais idéias como possibilidades. Uma vez que considerem que alguma coisa seja possível suas mentes estarão livres para explorar e viajar pelo desconhecido e estranhos caminhos. Esta é a forma que novas descobertas são realizadas por aqueles que desejam explicar o intentado e o impossível. Quando esse dia chegar nós descobriremos que existe muito, muito mais do que a física realidade disponível para somente nossos cinco sentidos. Nós descobriremos que existem outros planos, dimensões, universos coexistindo lado-a-lado com este. Nós descobriremos que viajar por esses universos não será somente possível mas um desejo. Nós descobriremos que não existem simples teorias malucas mas que realmente são reais. Uma vez que tenhamos removido as barreiras que impedem nosso progresso burlando as limitações impostas pelo linear pensamento nós descobriremos que isto é verídico e que nós somos somente limitados por nossas imaginações. Então nós seremos capazes de desatar os grilhões que nos acorrentam na terra e nos juntar a nossos irmãos cósmicos, nossos ancestrais e coexistir entre as estrelas. Tem sido dito que o espaço é a fronteira final mas outras dimensões e universos paralelos (coexistem ao lado de nosso próprio mundo) poderiam ser o próprio desafio. Mas primeiro nós precisamos compreendê-los para que eles possam ser explorados.


Por fim, continuarei pesquisando e questionando, ampliando minha pesquisa para evidenciar os fatos.

A ODISSÉIA CONTINUA


Janglada

We are not alone



------------------------------------------------------------------

2 Comments:

Blogger Van Gogh said...

This is the best explanation I ever read. For a long time Iwas'nt sure about my ideas in this matter, but as the time pass I began to understand. I remember my first experience. I was 8 years old and one day I was in front of a mirror ask myself «Who am I?»,because I had a strange feeling that I was in the wrong place,like if I was away from home. In the present I feel very often that I'm "just waiting",I dont know for what...yet.Thanks for your testemonial.Isa

1:59 AM  
Blogger Van Gogh said...

This is the best explanation I ever read. For a long time Iwas'nt sure about my ideas in this matter, but as the time pass I began to understand. I remember my first experience. I was 8 years old and one day I was in front of a mirror ask myself «Who am I?»,because I had a strange feeling that I was in the wrong place,like if I was away from home. In the present I feel very often that I'm "just waiting",I dont know for what...yet.Thanks for your testemonial.Isa

1:59 AM  

Post a Comment

<< Home